Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 20 de agosto de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Construção civil espera crescer 4,6% em 2005

20 Dez 2004 - 13h56
O setor da construção civil deve crescer 4,6% em 2005 em relação ao desempenho de 2004. A estimativa é do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP). Para os financiamentos do Sistema Brasileiro de Poupança e Crédito (SBPC) devem ser disponibilizados cerca de R$ 12 bilhões. Somando os recursos do FGTS, Caixa Econômica Federal e do Orçamento Geral da União, a habitação deverá contar também com aproximadamente de R$ 14 bilhões.

Segundo a consultora da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Ana Maria Castelo, o cenário em 2005 não deverá ser muito diferente do deste ano e as pequenas empresas mostraram desânimo em relação a melhorias no setor. \"Os resultados de 2004 mostraram que a recuperação não chegou de fato às pequenas empresas e isso diminuiu as expectativas para 2005\", disse. O pequeno crescimento do consumo do cimento (0,24%) contra o do aço (21,5%) é um indicativo de que as grandes empresas foram as mais beneficiadas, segundo o estudo da FGV.

A consultora destaca que a produção industrial começa a desacelerar e precisa se expandir. \"Isso significa que se os investimentos forem feitos, a construção vai continuar crescendo. A grande questão é saber se esses investimentos serão feitos\". \"Seja como for, sabemos que no setor isso não ocorre de uma hora para a outra. Mesmo que nenhum investimento seja feito agora, o setor tem uma dinâmica que garantirá crescimento pelo menos no primeiro semestre. Isso já nos garante um 2005 positivo\".

A liberação de recursos para o setor habitacional deve significar a quatruplicação de recursos em 2005. Este ano será fechado com cerca de R$ 3 bilhões em recursos. Em 2005 esse valor será de cerca de R$ 12 bilhões. \"A maior preocupação é se vamos ter demanda. A renda está sendo recuperando, mas sem um grande crescimento para que o comprador resolva investir uma parcela de sua renda na compra de um imóvel. Ele precisa se sentir tranqüilo no ambiente macro-econômico\", avalia.
 
 
MS Notícias

Deixe seu Comentário

Leia Também

GLÓRIA DE DOURADOS - SHOWZAÇO
Com 80% dos ingressos já vendidos, show de Paula Fernandes promete em Glória de Dourados
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
As promoções do O Boticário de Fátima do Sul estão imperdíveis, CONFIRA ALGUMAS
NOVELA GLOBAL
Em 'Segundo sol', Luzia promete se vingar de Karola e Laureta: 'Vou acabar com a raça dessas duas'
DOURADOS - ITALÍNEA MÓVEIS PLANEJADOS
DOURADOS: Italínea Móveis Planejados e a promoção 'Casa Nova' destaca a cozinha dos sonhos
FAMOSIDADE - SUSPIROS
Sem calcinha, Juju Salimeni compartilha foto ousada
VICENTINA - ALMOÇO NO PESQUEIRO
Confira o cardápio do delicioso almoço neste domingo no Pesqueiro 7 Bello em VICENTINA
CRIME PASSIONAL
Marido flagra esposa com suposto amante e caso termina em morte
NOVELA GLOBAL
Remy pode não ter morrido em 'Segundo sol'; veja os indícios
TECNOLOGIA
Segunda via do RG pode ser solicitada pela internet
BOA AÇÃO
Empresário curado faz doação milionária para hospital público