Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 22 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CONTAINER
MATO GROSSO DO SUL

Congresso discute justiça para todos em MS

22 Out 2010 - 07h14Por Fátima News com assessoria

Não faltam desafios quando o assunto é o acesso à Justiça. Segundo os dados do Ministério da Justiça, 130 milhões de brasileiros necessitam da Defensoria Pública, porém, no ano passado o número de atendidos não passou de 1 milhão de cidadãos. Os limites impostos pelo sistema acabam deflagrando a necessidade de maiores investimentos nas Defensorias Públicas, de uma reforma na legislação, e, sobretudo de um  constante diálogo com a sociedade.

 

De acordo com os dados o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 73% da população não têm condições de pagar advogado. Ao todo são 5 mil defensores públicos em todo o país, ou seja, 1,5 defensor público para cada 100 mil habitantes.

 

Segundo o presidente da Associação Nacional dos Defensores Públicos – ANADEP, André Castro, a situação de hoje é desigual. “A balança da Justiça, no que diz respeito à Defensoria Pública, está em desequilíbrio. Dados do Ministério da Justiça mostram que, atualmente, apenas 43% das cidades têm serviço de Defensoria Pública. Isso significa que mais da metade das cidades ainda não tem assistência jurídica para os cidadãos mais pobres. Em geral, o problema atinge as pequenas cidades”, disse.

 

Por esse motivo entre outros, a ANADEP e Associação de Defensores Públicos de Mato Grosso do Sul – ADEP-MS traz a Campo Grande, o IX Congresso Nacional dos Defensores Públicos, cujo tema central é a "Defensoria Pública: Necessária ao Estado Democrático, Imprescindível ao Cidadão". O encontro que reunirá os principais nomes da Justiça brasileira e ainda convidados internacionais pretende debater entre outras questões, a disparidade do sistema judiciário no Brasil. 

 

Para uma das organizadoras e anfitriã do congresso, a presidente da Associação dos Defensores Públicos de Mato Grosso do Sul – ADEP/MS, Mônica De Salvo Fontoura, o evento é uma oportunidade frisar que o Estado democrático deve priorizar e fortalecer a Defensoria Pública para garantir o igual acesso à justiça para a população mais vulnerável, assim como ocorre com a camada privilegiada da sociedade.

 

“O objetivo para esse Congresso é fazer uma análise séria e aprofundada das questões sociais mais contundentes. Estudando meios do Defensor Público, através de sua atuação e, em parceria com os demais segmentos da comunidade, ajudar a criar um País em que o respeito aos direitos humanos e o acesso à Justiça, educação, saúde e outros direitos fundamentais sejam uma realidade, não apenas garantias constantes no papel”, afirma Fontoura.

 

Em novembro são esperados participantes de todo o Brasil e países da América do Sul. O evento conta com uma programação diversificada, incluindo o II Encontro Nacional dos Assessores de Comunicação das Defensorias Públicas e Associações Estaduais. O congresso é aberto à população em geral, e conta com valores diferenciados de inscrição para acadêmicos de direito, estagiários das defensorias públicas, profissionais de áreas jurídicas e outros participantes.

 

Palestrantes

 

O IX Congresso Nacional dos Defensores Públicos terá entre os palestrantes e debatedores grandes expoentes nacionais e internacionais de áreas específicas, transformando Campo Grande, entre os dias 16 e 19 de novembro, no centro de direitos públicos da América Latina. Confira alguns nomes que foram convidados:

 

§  Carlos Ayres Britto  - Ministro e vice-presidente do Supremo Tribunal Federal;

§  Raquel Rolnik  - arquiteta e urbanista, relatora especial para o Direito à Moradia do Conselho de Direitos Humanos da ONU.

§  Maria Tereza Sadek  - cientista política, diretora de pesquisa do Centro Brasileiro de Estudos e Pesquisas Judiciais.

§  Noyme Yore Ismael - Defensora Pública-Geral do Paraguai. Fundadora da Associação Interamericana de Defensorias Públicas, ano 2000.

§  Stella Maris Martinez - Advogada geral do governo da Argentina.  Defensora do Supremo Tribunal de Justiça. Doutora em Direito pela Universidade de Salamanca.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'