Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 20 de julho de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Complexo de Agroenergia investe R$ 410 milhões em Maracaju

11 Abr 2007 - 14h38

O governador André Puccinelli (PMDB) recebeu agora há pouco, na Governadoria, o presidente do Grupo Brasilinvest Energia, Mário Garnero, que teve aprovado no CDI (Conselho de Desenvolvimento Industrial) um projeto para implantação de um complexo de agroenergia no município de Maracaju, a 153 quilômetros de Campo Grande, avaliado em R$ 410 milhões.

De acordo com Garnero, a implantação do projeto ocorrerá em duas etapas, com as obras tendo início dentro de 60 dias. Na primeira fase, será feito um aporte no valor de R$ 160 milhões para a construção de uma indústria de biodiesel, que vai gerar 150 empregos diretos e produzirá 110 milhões de litros por ano. "Nesta fase toda a produção será destinada ao mercado nacional", disse Garnero.

A segunda etapa do projeto prevê investimentos na ordem de R$ 250 milhões na produção de oleaginosas e numa indústria de esmagamento de grãos. Nesta etapa serão gerados 500 empregos diretos e produzirá 600 mil toneladas de grãos por ano.

Garnero explicou ao governador André Puccinelli que, na segunda fase do projeto do complexo de agroenergia, que estará em pleno funcionamento a partir de 2010, 40% da produção será destinada para a exportação, enquanto 30% atenderá outros Estados e os 30% restantes ficará em Mato Grosso do Sul.

Integração

Conforme a secretária estadual de Produção, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, o modelo pretende intensificar a produção regional em um raio de até 150 quilômetros, partindo de Maracajú. Ainda segundo ela, a área de ação irá envolver os produtores dos municípios de Sidrolândia, Campo Grande, Jardim, Guia Lopes, Ponta Porã, Dourados e Rio Brilhante. “Trata-se de um investimento que contemplará pequenos, médios e grandes produtores”, comenta ela ao explicar que o Grupo também prevê a integração da produção dos assentamentos da região, respeitando o conceito do “combustível social”.

Além do importante aporte financeiro, o grupo destacou a localização geográfica do município de Maracajú onde será sediado o projeto, como de fácil logística, permitindo acesso a mais importante região produtora de grãos do Estado, e escoamento da produção, tanto por via terrestre, rodovia e ferrovia para as principais regiões consumidoras no Sudeste, como para a exportação direta via hidrovia do Rio Paraguai.

Pioneirismo

Fundado em 1975, o Grupo Brasilinvest responde hoje por mais de US$ 3 bilhões em investimento no Brasil e vários continentes, contando com 80 parceiros em 25 países . Atualmente acumula um patrimônio líquido de R$ 350 milhões e se encontra entre os 150 maiores grupos do País. Na área de bioenergia, o empreendimento em Mato Grosso do Sul é o primeiro investimento do Grupo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VICENTINA SENDO REPRESENTADA NO RJ
Vicentina será representada no Internacional de Masters South América de Jiu-jitsu no Rio de Janeiro
POLITICA
'Falar que passa-se fome no Brasil é uma grande mentira', afirma Bolsonaro
NOVELA GLOBAL
Maria da Paz se recusa a enxergar caráter de Josiane em 'A dona do pedaço'
REGIME SEMIABERTO
Goleiro Bruno deve sair da cadeia no fim da tarde desta sexta-feira
CASO RARO
Bezerro de seis patas chama atenção moradores de Santa Helena – Veja Vídeo
MONSTRUOSIDADE
Vizinho é preso suspeito de estuprar e estrangular menina de 8 anos
CASA PRÓPRIA
Recurso de R$ 1 bilhão é destinado ao Minha Casa, Minha Vida
VIDA SAUDÁVEL
Homem mais velho do Brasil falece no Rio de Janeiro
BASTA DE IMPRUDÊNCIA
Enlutada pelas mortes, população deixa faixa contra imprudência na PR-082
VIOLENCIA
Motorista atropela manifestantes do MST e mata um idoso