Menu
SADER_FULL
quinta, 14 de novembro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Complexo de Agroenergia investe R$ 410 milhões em Maracaju

11 Abr 2007 - 14h38

O governador André Puccinelli (PMDB) recebeu agora há pouco, na Governadoria, o presidente do Grupo Brasilinvest Energia, Mário Garnero, que teve aprovado no CDI (Conselho de Desenvolvimento Industrial) um projeto para implantação de um complexo de agroenergia no município de Maracaju, a 153 quilômetros de Campo Grande, avaliado em R$ 410 milhões.

De acordo com Garnero, a implantação do projeto ocorrerá em duas etapas, com as obras tendo início dentro de 60 dias. Na primeira fase, será feito um aporte no valor de R$ 160 milhões para a construção de uma indústria de biodiesel, que vai gerar 150 empregos diretos e produzirá 110 milhões de litros por ano. "Nesta fase toda a produção será destinada ao mercado nacional", disse Garnero.

A segunda etapa do projeto prevê investimentos na ordem de R$ 250 milhões na produção de oleaginosas e numa indústria de esmagamento de grãos. Nesta etapa serão gerados 500 empregos diretos e produzirá 600 mil toneladas de grãos por ano.

Garnero explicou ao governador André Puccinelli que, na segunda fase do projeto do complexo de agroenergia, que estará em pleno funcionamento a partir de 2010, 40% da produção será destinada para a exportação, enquanto 30% atenderá outros Estados e os 30% restantes ficará em Mato Grosso do Sul.

Integração

Conforme a secretária estadual de Produção, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, o modelo pretende intensificar a produção regional em um raio de até 150 quilômetros, partindo de Maracajú. Ainda segundo ela, a área de ação irá envolver os produtores dos municípios de Sidrolândia, Campo Grande, Jardim, Guia Lopes, Ponta Porã, Dourados e Rio Brilhante. “Trata-se de um investimento que contemplará pequenos, médios e grandes produtores”, comenta ela ao explicar que o Grupo também prevê a integração da produção dos assentamentos da região, respeitando o conceito do “combustível social”.

Além do importante aporte financeiro, o grupo destacou a localização geográfica do município de Maracajú onde será sediado o projeto, como de fácil logística, permitindo acesso a mais importante região produtora de grãos do Estado, e escoamento da produção, tanto por via terrestre, rodovia e ferrovia para as principais regiões consumidoras no Sudeste, como para a exportação direta via hidrovia do Rio Paraguai.

Pioneirismo

Fundado em 1975, o Grupo Brasilinvest responde hoje por mais de US$ 3 bilhões em investimento no Brasil e vários continentes, contando com 80 parceiros em 25 países . Atualmente acumula um patrimônio líquido de R$ 350 milhões e se encontra entre os 150 maiores grupos do País. Na área de bioenergia, o empreendimento em Mato Grosso do Sul é o primeiro investimento do Grupo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MAGIA NEGRA
Bonecas penduradas em árvores e em cruz assustam moradores
BRASILEIRÃO
Flamengo só poderá ser campeão brasileiro após final da Libertadores; entenda
RETIRO DOS ARTISTAS
Ator de 'Roque Santeiro' pede abrigo no Retiro dos Artistas aos 81 anos: 'Quero ser feliz'
A DONA DO PEDAÇO
Kim desiste de casar com Paixão e Márcio e vira agente de Lady Gaga, Beyoncé e Justin Timberlake
INDENIZAÇÃO
Padre Marcelo deve receber indenização de autora que o acusou de plágio
PARTIDO APB
Bolsonaro anuncia a deputados que vai deixar PSL e criar o partido 'Aliança Pelo Brasil'
FAMOSIDADES
Solange Gomes posa com seio à mostra: 'O tempo pode até passar, mas a exibição não'
NOVELA GLOBAL
Em 'A dona do pedaço', Fabiana faz terror com freiras em convento
SEM TETO
Mulher montou casa em ponto de ônibus há um mês. Prefeitura sabe, mas nada fez
ABSURDO - BRASIL
Menina de cinco anos morreu por bala perdida durante execução de traficante, segundo a Polícia Civil