Menu
SADER_FULL
terça, 23 de julho de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Comissão Processante pede cassação do prefeito de Cassilândia

8 Ago 2007 - 04h39
 

Foi aprovado hoje por unanimidade o relatório da Comissão Processante instaurada na Câmara Municipal de Cassilândia, documento que pede a cassação do prefeito José Donizete Ferreira de Freitas (PT), denunciado por crimes de fraude, desvio de dinheiro público e agiotagem na Prefeitura de Cassilândia, utilizando notas frias para encobrir o esquema. O pedido de cassação do prefeito pela Comissão Processante já havia sido antecipado pela reportagem do Midiamax, conforme matéria publicada no dia 26 de julho.

Segundo o presidente da Comissão Processante, vereador Zirley Assis de Lima (PSB), o documento com o parecer do relator será encaminhado ao presidente da Câmara de Cassilândia, Silmoney Veron (PT), que agendará uma sessão de julgamento para que o relatório seja submetido à votação em plenário pelo legislativo municipal. Ainda não há data para a votação do relatório. “O relatório aprovado hoje representa mais uma vitória para a comissão, pois dá seqüência aos trabalhos de investigação contra o prefeito”, afirmou Zirley.

O relatório seria votado ainda na semana passada, no entanto os vereadores aguardaram parecer da assessoria jurídica que se manifestou favorável a permanência do vereador Silvoney Veron nos cargos de presidente da Casa e relator da Comissão. Neste ano, a Prefeitura de Cassilândia já teve outros três prefeitos além de Donizete. Após o afastamento do prefeito e do vice-prefeito Sebastião Pereira da Silva, o Tião da Marieta, o presidente da Câmara Municipal de Cassilândia, Baltazar Soares da Silva, assumiu a vaga, mas acabou sendo afastado porque também foi citado nas denuncias.

Após o afastamento de seis vereadores, o juiz Silvio Prado, da 2ª Vara Cível de Cassilândia, assumiu a vaga de prefeito, conforme determinação da juíza Jeane de Souza Barboza Ximenes, substituta da 1ª Vara de Cassilândia. Os vereadores retornaram ao cargo depois da decisão do desembargador Luiz Carlos Santini, da 2ª Turma Cível do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), que acatou recurso para cassar decisão da juíza Jeane.

O vereador Romão Mairochini, que também chegou a ser afastado, assumiu a presidência da Câmara de Vereadores e a vaga de prefeito de Cassilândia. Agora, o vereador Silvoney Veron assumiu a vaga de presidente da Casa.

Suspensão do Processo

A Prefeitura de Cassilândia, através do advogado Ademir Antônio Cruvinel, ingressou na última quinta-feira com pedido de suspensão de liminar do processo que denuncia o prefeito da cidade, José Donizete, o vice-prefeito Sebastião, seis servidores e comerciantes acusados de participação em esquema de fraude, desvio de dinheiro público e agiotagem.

Segundo o advogado da Prefeitura, Ademir Cruvinel, a defesa alega prejuízo para a ordem com as mudanças de pessoas no comando da administração da cidade e pede a suspensão do processo e o retorno do prefeito José Donizete Ferreira, do vice-prefeito Sebastião e dos servidores.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO BELO RESORT - PACOTE DIA DOS PAIS
Confira o PACOTE do Dia dos Pais em um resort incrível, o Campo Belo Resort
LUTO NO ESPORTE
Aos 78 anos, morre em São Paulo o jornalista esportivo Juarez Soares
CRIMINOSO FRIO
Padrasto dá detalhes de como estuprou e matou enteada de nove anos
LUTO NA EDUCAÇÃO
Aos 51 anos professora sofre infarto fulminante em sala de aula
ASSASSINATO
Jovem é morta a tiros dentro de casa na frente dos filhos de 6 e 8 anos em MT
ABONO SALARIAL
Mais de 290 mil têm direito a sacar o PIS calendário 2019/2020 em MS
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem que se jogou da ponte foi encontrado por pescador
MUITO TRISTE
Adolescente perde luta para o câncer e comove toda cidade
TRAGÉDIA
Neto de empresário de transportes morre atropelado por funcionário
CRUELDADE
Criança que estava desaparecida é encontrada morta. Padrasto confessou o crime