Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 19 de março de 2019
prefeitura VICENTINA Março 2019
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Comissão aprova emendas a texto contra pirataria

6 Out 2004 - 11h07
A Comissão de Defesa do Consumidor acaba de aprovar as emendas oferecidas pelo Senado Federal ao Projeto de Lei 333/99, que aumenta as penalidades para quem fabricar ou vender produtos piratas.
A proposta, de autoria do ex-deputado Antônio Kandir, já havia sido aprovada pela Câmara em 2000. No entanto, os senadores propuseram diversas alterações. Entre elas, o aumento da pena mínima de reclusão, de um ano para dois, prevista no texto dos deputados.

Desenhos e brasões
O Senado também ampliou a punição para quem falsifica desenhos industriais registrados e para quem vende esses produtos pirateados. A punição se estende ainda aos que fabricam produto com imitação de desenho patenteado que possa induzir o consumidor ao erro, permitindo que ele compre uma mercadoria falsificada pensando que está adquirindo um produto original.
Outra mudança aprovada pelos senadores foi o aumento das penas para quem falsifica brasões e distintivos oficiais.

Tramitação
As emendas dos senadores ainda serão analisadas pelas comissões de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio; e de Constituição e Justiça e de Cidadania, além do Plenário da Câmara.
 
 
Agência Câmara

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATALIDADE
Mulher morre ao cair de pé de abacate e bater cabeça na linha do trem
MANIACO SEXUAL
Pai flagra estupro da filha dentro de casa usando o celular, suspeito foi preso
FAMOSIDADES
Quem era Bettina antes do R$ 1 Milhão: Ela foi professora de balé, modelo e panfleteira
MENTOR DO MASSACRE
Polícia de Suzano apreende menor suspeito de planejar ataque
INTERNADO
Criança de 4 anos cai em poço de cinco metros de profundidade
RESGATADO
Cão abandonado em ilha estava sendo comido vivo por urubus
SEXTUPLOS
Americana dá à luz seis bebês em nove minutos
TRAGÉDIA EVITADA
Garoto de 11 anos leva faca na mochila para matar colega no ônibus escolar
ALERTA AOS PAIS
Menino de quatro anos corta os pulsos em Goioerê e pode ser influência da Momo
FAKE NEWS
Padre Fábio de Melo desmente texto atribuído a ele sobre o ataque em Suzano