Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 20 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Comerciante é morto a tiros por causa de conta em bar

29 Out 2004 - 08h35
Um adolescente de 17 anos matou no início da noite desta quinta-feira, com três tiros de pistola 7.65 mm, o comerciante Ivanildo Alexandre da Silva, de 34 anos, que residia na rua W-4, 620, no Jardim Água Boa. O assassino, que reside na rua Cuiabá, em Dourados, chegou ao bar acompanhado por outro menor, também de 17 anos, e duas menores, uma de 15 e outra de 16 anos.
Testemunhas contaram à polícia que os jovens chegaram ao bar, beberam cerveja, jogaram sinuca e pagaram a conta. Antes de sair, os adolescentes pediram mais três fichas de sinuca e beberam outras duas cervejas, quando decidiram ir embora sem pagar a conta. O comerciante, então, saiu do bar e foi cobrar os jovens na calçada, quando um deles o agrediu verbalmente. Ivanildo teria, segundo testemunhas, desferido um tapa em um dos adolescentes, que sacou a pistola e efetuou os disparos fatais.
O crime aconteceu por volta das 18h30, quando a equipe de salvamento do 2º Grupamento de Bombeiros Militar foi acionada para atender vítima que trabalhava para sustentar a mãe e uma sobrinha adolescente
Equipes dirigiram-se para o cruzamento das ruas Cafelândia com a W-4. No local, encontraram o comerciante sem vida, caído na calçada envolto a uma possa de sangue. Ao seu lado, cápsulas deflagradas de uma pistola calibre 7.65 mm.
A Polícia Militar realizou os levantamentos preliminares até a chegada da Polícia Civil e Perícia Técnica. As testemunhas disseram que o homicida teria sido um jovem que trajava camiseta laranjada, short de cor escura, boné escuro, magro e moreno. Uma segunda testemunha identificou o homicida e disse que o grupo havia fugido pela rua W-14, em direção a rua Hayel Bon Faker.
Com a identidade do assassino, a polícia iniciou os trabalhos para tentar localizá-lo, o que acabou acontecendo pouco mais de uma hora depois do crime. O menor que confessou ser o autor dos disparos que mataram o comerciante, entregou a pistola 7.65 mm aos policiais. Durante uma busca mais detalhada pela casa do rapaz, os policiais encontram ainda um revólver calibre 32, municiado; munição de pistola 9mm; munição de revólver calibre 38; munição de Fuzil Automático Leve (FAL) e munição de metralhadora Ponto50, de uso exclusivo das Forças Armadas.
O outro menor que estava no bar também foi detido pela polícia, junto com a garota que estava com ele na hora do crime. Apenas uma adolescente não havia sido apreendida até o fechamento desta edição. Os nomes dos acusados pelo assassinato do comerciante não podem ser divulgados na reportagem porque eles são protegidos pelo Estatuto da Criança e Adolescente (ECA).
 
 
 
Dourados Agora

Deixe seu Comentário

Leia Também

PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS