Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 16 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Começa o fórum de políticas públicas sobre drogas em MS

4 Nov 2010 - 13h48Por MS Notícias

O Conselho Estadual Antidrogas de Mato Grosso do Sul (Cead/MS) realiza hoje e sexta-feira, dias 4 e 5 de novembro, na Capital, o Fórum Estadual sobre Drogas. O objetivo é consolidar propostas para a formulação de políticas públicas sobre drogas e que melhor represente a posição da sociedade de Mato Grosso do Sul. O fórum acontece no Pallaciu´s Eventos, localizado na rua 14 de julho, 1256, Centro.

A coordenadora geral do Fórum, conselheira estadual Helena Gasparini, explica que o evento reunirá as contribuições ou propostas levantadas durante os seis fóruns regionais realizados em cidades polos do Estado no ano de 2009, e que contaram com a participação de representantes de todos os municípios e de diferentes segmentos da sociedade. 

Os fóruns regionais foram realizados nos municípios de Amambai, Três Lagoas, Aquidauana, Dourados, São Gabriel do Oeste e Campo Grande. Helena Gasparini explica que todos os passos com fóruns regionais e o estadual seguem o modelo nacional inclusive no ano de 2004 quando foram realizados os fóruns regionais no Brasil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat