Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 23 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Colômbia admite desistir da candidatura para Copa de 2014

23 Mar 2007 - 04h35
A Colômbia admite a possibilidade de desistir da candidatura para sede da Copa de 2014, o que deixaria o Brasil como único candidato. O presidente da Federação Colombiana de Futebol, Luis Bedoya, explicou que as exigências da Fifa para o país que organiza um Mundial são enormes e que isso será analisado nos próximos dias pelos dirigentes.

A candidatura colombiana causou surpresa no mundo do futebol. Foi ignorada pela Conmebol, que deu total apoio ao Brasil na disputa por 2014, e ainda recebeu duras críticas da Fifa - o presidente da entidade, Joseph Blatter, chegou a insinuar que a iniciativa era apenas marketing da Colômbia.

O maior entusiasta da candidatura é o governo colombiano. Tanto que o vice-presidente do país, Francisco Santos, esteve semana passada, junto com Luis Bedoya, na sede da Fifa, na Suíça, para conversar com Blatter e mostrar o real interesse em organizar a Copa.

Mas, na volta dessa viagem para a Suíça, Luis Bedoya reconheceu que os desafios impostos pela Fifa são difíceis de serem cumpridos e indicou que pode haver uma desistência. "A Federação terá de tomar uma decisão rapidamente sobre a ratificação ou não da candidatura para sede apresentada em dezembro e vigente até 16 de abril (data da entrega dos cadernos de encargos exigidos pela Fifa)", explicou o dirigente. "Isso será tema de profunda análise, pois a questão tem muitos fatores, inclusive políticos."

Sem apoio da Fifa e da Conmebol, os dirigentes colombianos temem repetir o fracasso de 1986, quando o país era sede da Copa mas não conseguiu organizá-la por problemas financeiros. Assim, coube ao México sediar aquele Mundial.

Enquanto isso, indiferente às dúvidas colombianas e consciente do amplo favoritismo brasileiro na disputa, o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, já busca apoio para sediar a Copa de 2014 no País. Ele tem visitado algumas cidades, conversando com os governantes e recebendo promessas de investimentos para a organização do Mundial.

A Fifa pretende anunciar oficialmente a sede da Copa do Mundo de 2014 em novembro deste ano.

 

 

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico