Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 17 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

CNJ aponta irregularidades em 13 tribunais, inclusive em MS

29 Jul 2010 - 14h52Por

Um levantamento do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) revela uma distribuição irregular de cargos em pelo menos 13 tribunais brasileiros.

De acordo com o documento, mais de 50% dos cargos comissionados - aqueles que são livres nomeação por magistrados ou chefes de setor - são ocupados por funcionários que não têm qualquer vínculo com a administração pública ou com a Justiça.

A situação é contrária a definições feitas pelo próprio CNJ, que determina a ocupação de 50% desses cargos por servidores concursados das carreiras judiciárias.

Ainda segundo o levantamento, publicado na edição de quarta-feira do jornal O Globo, muitos desses funcionários cumprem carga horária menor do que as sete horas diárias exigidas pelo CNJ.

Em alguns casos, como no Tribunal de Justiça de Alagoas (92,3%), os profissionais apadrinhados ocupam a quase a totalidade dos cargos comissionados - o que abre espaço para o aparelhamento do Judicirário brasileiro.

Já no Tribunal de Justiça Militar do Rio Grande do Sul, 91,07% dos comissionados não prestaram concurso. No TJ da Paraíba, com 85,9% são apadrinhados, enquanto no Espírito Santo, 85,4% e em Santa Catarina, 82,9%.

O relatório do CNJ aponta ainda que os servidores em cargo de confiança ocupam vagas para as quais não estão capacitados, como nos tribunais de Alagoas, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Paraíba e Rondônia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

O REI ROBERTO CARLOS
Roberto Carlos vestiu rosa e se mostrou contrário a projeto de Jair Bolsonaro
BRIGA NO PLANALTO
Magoado e traído, Bebianno não vai poupar filho de Bolsonaro
TRÁGICO
Mãe do piloto de Ricardo Boechat morre três dias após o filho
OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido