Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 13 de novembro de 2018
SADER_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Cinco municípios de MS terão tarifa de energia reduzida

22 Ago 2007 - 11h36
Consumidores de cinco cidades da região leste de Mato Grosso do Sul vão ter redução no valor da tarifa de energia elétrica. A diretoria colegiada da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou ontem os índices de revisão tarifária da Elektro Eletricidade e Serviços S/A, que atende uma grande parte do Estado de São Paulo e também os municípios sul-mato-grossenses de Três Lagoas, Anaurilândia, Brasilândia, Santa Rita do Pardo e Selvíria. As novas tarifas entrarão em vigor a partir da próxima segunda-feira.

Os percentuais de revisão serão diferenciados por classe de consumo. Os usuários de baixa tensão, onde estão as residências, terão o valor reduzido em 20,65%.

O índice também é negativo para os consumidores em alta tensão, onde se enquadram as indústrias, por exemplo. A redução, nesses casos, tem quatro índices diferentes, conforme o nível de tensão em que a energia chega ao consumidor: -21,02% (88 a 138 kv), -21,62% (69 kv); 18.40% (34,5 kv), -13-57% (2,3 a 25 kv).

A Aneel informou que a redução de tarifas é resultante da maior produtividade da empresa e do menor custo médio de capital (que define a remuneração das concessionárias). Esse índice também apresenta a influência da redução de custos com encargos tarifários como a Conta de Consumo de Combustíveis Fósseis (CCC) e Encargos de Serviços de Sistemas (ESS). A CCC subsidia a utilização de óleo diesel e de óleo combustível pelas usinas térmicas que abastecem principalmente a região Norte. O ESS é um encargo destinado à cobertura dos custos dos serviços prestados aos usuários do Sistema Interligado Nacional.

A Elektro fornece energia elétrica para 1,974 milhão de unidades consumidoras em 223 municípios de São Paulo e cinco de Mato Grosso do Sul.

A decisão do índice aconteceu após ser submetido à audiência pública no dia 26 de julho em Rio Claro (cidade sede da Elektro). As contribuições recebidas pela Aneel na audiência, além das sugestões enviadas por escrito, foram analisadas pelos técnicos da agência para consolidar o processo, submetido nesta terça-feira à reunião de diretoria.

Revisão tarifária periódica

Esse foi o segundo processo de revisão tarifária da empresa. O processo é aplicado em todas as distribuidoras a cada quatro anos, em média, e é diferente do simples reajuste, que ocorre anualmente.

A revisão está prevista nos contratos de concessão com o objetivo de obter o equilíbrio das tarifas com base na remuneração dos investimentos das empresas voltados para a prestação dos serviços de distribuição e a cobertura de despesas efetivamente reconhecidas pela Aneel.

A principal distribuidora de Mato Grosso do Sul, a Enersul, passará pelo segundo ciclo de revisão tarifária em 2008.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGEDIA
Ex-prefeito é morto pelo pai após ser confundido com assaltante
ACIDENTE DE TRANSITO
Caminhão passa por cima de veículos e explode em grave acidente
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Marilda (Letícia Spiller) é flagrada nua e finge ser uma assombração
BNDS
“Se não abrir a caixa preta do BNDES, está fora!”, diz Bolsonaro sobre Levy
FAMOSIDADES
Susana Vieira está com leucemia, mas a doença está controlado, diz assessoria
NOVELA GLOBAL
Marina Ruy Barbosa é a heroína de 'O sétimo guardião': 'Luz foge do tradicional'
CONSTRANGIMENTO
Claudia Leitte quebra silêncio e desabafa sobre polêmica com Silvio Santos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Concursos oferecem mais de 1 mil vagas e salários de até R$ 6,6 mil no MS
NOVA EQUIPE
Bolsonaro intensifica processo de transição esta semana em Brasília
ESPORTE EM TOUROS
VÍDEO: Peão de MS morre após ser pisoteado por touro em rodeio no interior de SP