Menu
SADER_FULL
terça, 17 de setembro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Cientistas acreditam ter encontrado "afrodisíaco" feminino

29 Jun 2004 - 14h04
Uma nova droga desenvolvida, a princípio, para tratar disfunção erétil pode se tornar o primeiro "afrodisíaco realmente científico", segundo pesquisadores canadenses que a testaram em ratas.

Em artigo publicado pela "Pnas" --a revista da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos-- a equipe de James Pfaus, pesquisador da Universidade Concordia, em Montreal, afirma que as ratas que receberam doses injetadas da droga PT-141, da companhia Palatin, apresentaram um maior estímulo sexual.

Segundo Pfaus, as ratas começaram a flertar mais com os machos e, quando receberam doses mais altas da droga, tentaram até mesmo montá-los --um sinal de pressa pelo acasalamento.

"Embora o comportamento sexual de ratos e humanos seja diferente, os efeitos da manipulação farmacológica do apetite e da consumação [do ato] sexual são similares entre ratos machos e homens", escreveram os pesquisadores. Segundo eles, provavelmente, o mesmo seja verdadeiro para as mulheres.

Embora a droga tenha sido injetada nos ratos, em testes com humanos para o tratamento de disfunção erétil ganhou a forma de um spray nasal.

A PT-141 é a primeira droga contra disfunção sexual que não atua sobre o aumento da circulação sangüínea e, portanto, pode ser mais segura para quem tem problemas cardíacos.

Cientistas acreditam ter encontrado "afrodisíaco" feminino
da Folha Online

Uma nova droga desenvolvida, a princípio, para tratar disfunção erétil pode se tornar o primeiro "afrodisíaco realmente científico", segundo pesquisadores canadenses que a testaram em ratas.

Em artigo publicado pela "Pnas" --a revista da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos-- a equipe de James Pfaus, pesquisador da Universidade Concordia, em Montreal, afirma que as ratas que receberam doses injetadas da droga PT-141, da companhia Palatin, apresentaram um maior estímulo sexual.

Segundo Pfaus, as ratas começaram a flertar mais com os machos e, quando receberam doses mais altas da droga, tentaram até mesmo montá-los --um sinal de pressa pelo acasalamento.

"Embora o comportamento sexual de ratos e humanos seja diferente, os efeitos da manipulação farmacológica do apetite e da consumação [do ato] sexual são similares entre ratos machos e homens", escreveram os pesquisadores. Segundo eles, provavelmente, o mesmo seja verdadeiro para as mulheres.

Embora a droga tenha sido injetada nos ratos, em testes com humanos para o tratamento de disfunção erétil ganhou a forma de um spray nasal.

A PT-141 é a primeira droga contra disfunção sexual que não atua sobre o aumento da circulação sangüínea e, portanto, pode ser mais segura para quem tem problemas cardíacos.
 
Folha On Line

Deixe seu Comentário

Leia Também

MUNDO MEDONHO
'Pago boleto, compro calcinha': usuários de aplicativos de paquera relatam apuros e curiosidades
FAMOSIDADES
Belo sai de casa após flagrar traição de Gracyanne
ASSASSINATO
PM é torturado e morto após circular boato de que seria 'estuprador'
JULGAMENTO
PMs acusados de chacina taparam câmera de segurança antes do crime
CASO DE POLÍCIA
Catador de reciclável recebe mochila com bebê congelado dentro
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo morre após carro bater em árvore em rodovia de MS
FAMOSOS
David Brazil causa ao expor bumbum de Anitta sem ela saber
ACIDENTE FATAL
Câmera de segurança registrou acidente fatal de enfermeira. VEJA O VÍDEO
MONSTRUOSIDADE
Homem que matou mãe e filha em Cascavel escreveu carta. Bebê tomou mamadeira “batizada”
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Mulher e marido são presos suspeitos de estuprar menina de 11 anos que dormia na casa deles