Menu
RIO_DOURADOS
SADER_FULL
Busca
SUCURI_MEGA
Brasil

Cientistas acreditam ter encontrado "afrodisíaco" feminino

29 Jun 2004 - 14h04
Uma nova droga desenvolvida, a princípio, para tratar disfunção erétil pode se tornar o primeiro "afrodisíaco realmente científico", segundo pesquisadores canadenses que a testaram em ratas.

Em artigo publicado pela "Pnas" --a revista da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos-- a equipe de James Pfaus, pesquisador da Universidade Concordia, em Montreal, afirma que as ratas que receberam doses injetadas da droga PT-141, da companhia Palatin, apresentaram um maior estímulo sexual.

Segundo Pfaus, as ratas começaram a flertar mais com os machos e, quando receberam doses mais altas da droga, tentaram até mesmo montá-los --um sinal de pressa pelo acasalamento.

"Embora o comportamento sexual de ratos e humanos seja diferente, os efeitos da manipulação farmacológica do apetite e da consumação [do ato] sexual são similares entre ratos machos e homens", escreveram os pesquisadores. Segundo eles, provavelmente, o mesmo seja verdadeiro para as mulheres.

Embora a droga tenha sido injetada nos ratos, em testes com humanos para o tratamento de disfunção erétil ganhou a forma de um spray nasal.

A PT-141 é a primeira droga contra disfunção sexual que não atua sobre o aumento da circulação sangüínea e, portanto, pode ser mais segura para quem tem problemas cardíacos.

Cientistas acreditam ter encontrado "afrodisíaco" feminino
da Folha Online

Uma nova droga desenvolvida, a princípio, para tratar disfunção erétil pode se tornar o primeiro "afrodisíaco realmente científico", segundo pesquisadores canadenses que a testaram em ratas.

Em artigo publicado pela "Pnas" --a revista da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos-- a equipe de James Pfaus, pesquisador da Universidade Concordia, em Montreal, afirma que as ratas que receberam doses injetadas da droga PT-141, da companhia Palatin, apresentaram um maior estímulo sexual.

Segundo Pfaus, as ratas começaram a flertar mais com os machos e, quando receberam doses mais altas da droga, tentaram até mesmo montá-los --um sinal de pressa pelo acasalamento.

"Embora o comportamento sexual de ratos e humanos seja diferente, os efeitos da manipulação farmacológica do apetite e da consumação [do ato] sexual são similares entre ratos machos e homens", escreveram os pesquisadores. Segundo eles, provavelmente, o mesmo seja verdadeiro para as mulheres.

Embora a droga tenha sido injetada nos ratos, em testes com humanos para o tratamento de disfunção erétil ganhou a forma de um spray nasal.

A PT-141 é a primeira droga contra disfunção sexual que não atua sobre o aumento da circulação sangüínea e, portanto, pode ser mais segura para quem tem problemas cardíacos.
 
Folha On Line

Deixe seu Comentário

Leia Também

Perigo da net
Golpe do Bolsa Família se espalha no WhatsApp: 600 mil brasileiros afetados
Milionário(a)
Mega-Sena, concurso 2.034: aposta de SP ganha sozinha
O Apocalipse
Alan (Eduardo Galvão) manda embora Susana (Monica Torres) de sua casa e ela termina o casamento com
Post Polêmico
Caio Blat cria polêmica na Web com post e é chamado de machista por Maria Casadeval
Famosidades
Tratando de um câncer, Mr. Catra perde 35 kg
Novela Global
Fabiana é presa no fim de 'O outro lado do paraíso'
O Apocalipse
Anticristo leva ‘Apocalipse’ à vice-liderança na audiência
Maniaco Sexual
Homem é preso por abusar sexualmente de menina que queria adotar
Lava Jato
Ministros do STF admitem possibilidade de soltura e candidatura de Lula
Brincadeira Fatal
Tragédia: bebê morre esmagado durante brincadeira com carro da família