Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 22 de maio de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Cientistas acreditam ter encontrado "afrodisíaco" feminino

29 Jun 2004 - 14h04
Uma nova droga desenvolvida, a princípio, para tratar disfunção erétil pode se tornar o primeiro "afrodisíaco realmente científico", segundo pesquisadores canadenses que a testaram em ratas.

Em artigo publicado pela "Pnas" --a revista da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos-- a equipe de James Pfaus, pesquisador da Universidade Concordia, em Montreal, afirma que as ratas que receberam doses injetadas da droga PT-141, da companhia Palatin, apresentaram um maior estímulo sexual.

Segundo Pfaus, as ratas começaram a flertar mais com os machos e, quando receberam doses mais altas da droga, tentaram até mesmo montá-los --um sinal de pressa pelo acasalamento.

"Embora o comportamento sexual de ratos e humanos seja diferente, os efeitos da manipulação farmacológica do apetite e da consumação [do ato] sexual são similares entre ratos machos e homens", escreveram os pesquisadores. Segundo eles, provavelmente, o mesmo seja verdadeiro para as mulheres.

Embora a droga tenha sido injetada nos ratos, em testes com humanos para o tratamento de disfunção erétil ganhou a forma de um spray nasal.

A PT-141 é a primeira droga contra disfunção sexual que não atua sobre o aumento da circulação sangüínea e, portanto, pode ser mais segura para quem tem problemas cardíacos.

Cientistas acreditam ter encontrado "afrodisíaco" feminino
da Folha Online

Uma nova droga desenvolvida, a princípio, para tratar disfunção erétil pode se tornar o primeiro "afrodisíaco realmente científico", segundo pesquisadores canadenses que a testaram em ratas.

Em artigo publicado pela "Pnas" --a revista da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos-- a equipe de James Pfaus, pesquisador da Universidade Concordia, em Montreal, afirma que as ratas que receberam doses injetadas da droga PT-141, da companhia Palatin, apresentaram um maior estímulo sexual.

Segundo Pfaus, as ratas começaram a flertar mais com os machos e, quando receberam doses mais altas da droga, tentaram até mesmo montá-los --um sinal de pressa pelo acasalamento.

"Embora o comportamento sexual de ratos e humanos seja diferente, os efeitos da manipulação farmacológica do apetite e da consumação [do ato] sexual são similares entre ratos machos e homens", escreveram os pesquisadores. Segundo eles, provavelmente, o mesmo seja verdadeiro para as mulheres.

Embora a droga tenha sido injetada nos ratos, em testes com humanos para o tratamento de disfunção erétil ganhou a forma de um spray nasal.

A PT-141 é a primeira droga contra disfunção sexual que não atua sobre o aumento da circulação sangüínea e, portanto, pode ser mais segura para quem tem problemas cardíacos.
 
Folha On Line

Deixe seu Comentário

Leia Também

BARBÁRIE
Mulher sobrevive a tentativa de feminicídio, mas fica tetraplégica
MAIOR PEDRA DO MUNDO
Homem de 51 anos passa por cirurgia e tem pedra de 1,3 Kg na bexiga
CAMPO BELO RESORT - DIA DOS NAMORADOS
Dia dos Namorados com programação especial e romântica no Campo Belo Resort, faça sua reserva
TRAGEDIA NA RODOVIA
Estudante morre e dez ficam feridos em acidente com ônibus de universitário
DICAS - TECNOLOGIA
Como usar o Whatsapp para impulsionar os negócios
FURIA ASSASSINA
Homem invade igreja e mata três após esfaquear ex-namorada
BONITO - MS - DICA AGÊNCIA ECO TOUR
Os lugares mais belos do Rio Sucuri em Bonito Mato Grosso do Sul!
FAMOSIDADES
Com quadro de AVC, Agnaldo Timóteo é internado na Bahia
MONSTRUOSIDADE
Pai bate em bebê até a morte por ela ter nascido menina
HOMICIDIO - MISTÉRIO
Filho de 9 anos encontra pai morto no banheiro de casa