Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 19 de novembro de 2018
SADER_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Cidade do sudoeste de Goiás quer ser anexada ao MS

14 Jun 2007 - 09h22

A cidade de Chapadão do Céu (GO) pode se tornar uma cidade sob domínio do Mato Grosso do Sul (MS). Dirigentes do município, a 487 quilômetros de Goiânia, querem desmembrá-lo de Goiás e anexá-los ao Estado vizinho, conforme projeto que tramita na Câmara Municipal desde a última semana. De autoria do presidente da Casa, José Wilson Arcângelo (PR), a primeira etapa do processo está marcada para ter início na próxima segunda-feira, (dia 18), quando nove vereadores votarão pela realização de uma consulta popular e estudo de viabilidade municipal para o rompimento.

Mesmo sustentando o melhor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do Estado, Arcângelo explica que Chapadão do Céu está ilhado. De acordo com ele, as das rodovias que ligam o município à Capital sustentam mais de 60 quilômetros sem asfalto. A GO-206, acesso ao Distrito de Itumirim (Aporé), entroncamento da BR-060, espera a mais de nove anos pela conclusão da sua pavimentação.

Os buracos impossibilitam o trânsito no período chuvoso. Segundo o presidente, não há nenhuma infra-estrutura nessa via. “São 63 quilômetros sem asfalto”, comenta. A GO-050, de Chapadão a BR-364, trecho próximo a Jataí, enfrenta problema semelhante. Cerca de 60 quilômetros do asfalto já foram executados e outros 60 ainda aguardam a terra batida. Arcângelo descreve que o percurso à capital sul-mato-grossense, Campo Grande, além de mais próxima, com 380 quilômetros, está em boas condições. “Esse quadro descrito impede o tráfego, o que tem gerado, além de danos materiais, até a morte de chapadenses em decorrência da demora e da dificuldade no transporte de pacientes para tratamento especializado em Jataí e Goiânia, por isso optamos pelo Mato Grosso do Sul”, sinaliza.

Para o prefeito da cidade, Eduardo Pagnoncelli Peixoto (PMDB), as principais dificuldades estão no escoamento da produção. O frete para Goiás é mais caro que os preços cobrados em São Paulo e Mato Grosso do Sul. Tudo por conta das atuais condições das vias estaduais que circundam a cidade. Embora ocupe o título de segunda maior renda per capita do Estado, a atração de novas empresas e indústrias encontra dificuldades na avaliação das rodovias. “Muitas das vezes os caminhões têm que circular Goiás por rodovias sul-mato-grossenses para entrar em Itajá, com destino à capital”.

Peixoto destaca que a entrada de turistas ao parque Nacional das Emas poderia render em arrecadação tanto para o município como para o Estado sul-mato-grossense. Considerada o principal portão de acesso à reserva, o número de visitantes que procuram a cidade ainda é pequeno. O prefeito avalia que esta fonte de renda poderia ser incrementada com a pavimentação dos trechos. “Chapadão do Céu tem potencial econômico e natural. Mas para garantir sustentabilidade é preciso implementar a malha rodoviária”, analisa o chefe do executivo, que se diz favorável à separação em primeiro momento.

Discussão a nível estadual

O deputado estadual Romilton Moraes (PMDB) pretende levar as discussões sobre o possível desmembramento de Chapadão do Céu, do território goiano para a Capital. Acontece na próxima semana audiência pública na Assembléia Legislativa de Goiás com objetivo de buscar soluções ao problema enfrentado pela cidade do sudoeste goiano.

O calendário será ajustado hoje. Já o vice-presidente do Banco do Brasil e ex-governador Maguito Vilela diz que as rodovias, de fato, estão abandonadas e precisam de intervenção. Mas é preciso dialogar, antes que se busque a separação. “É preciso calma e buscar ajuda”, diz Maguito.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO GOVERNO
Desistência de general para ministério leva crise ao QG de Bolsonaro
ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Gabriel se declara para Luz e os dois se beijam
MULHERES TEM QUE DENUNCIAR
Jovem posta foto com rosto inchado para denunciar agressão do namorado
ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto