Menu
PASSARELA
quinta, 19 de julho de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Chuva destrói 2 mil ha de soja

23 Dez 2004 - 08h07
A chuva de granizo que atingiu alguns municípios de Mato Grosso do Sul, durante a manhã de ontem, também deixou prejuízos para os produtores na região do Distrito de Itahum, em Dourados. Segundo os agricultores locais, pelo menos 2000 hectares de soja acabaram sendo destruídos pela forte chuva.
Foram atingidas pelo vendaval as fazendas Nova Esperança, Paiol, Cervo Gaieiro, Marciliense, Maristela, Ipê e Gaúcha I, II e III.
O agricultor Geraldo Rosa Pinheiro, que havia plantado 250 hectares de soja, diz que ainda é cedo para calcular os estragos, mas acredita que ficará no mínimo com R$ 200 mil de prejuízo.
Ele revelou também, que a chuva durou cerca de 10 minutos e tão forte que duas horas depois ainda era possível ver no chão as pedras de gelo deixadas pela chuva. “Foi tudo muito rápido, quando a gente viu as pedras de gelo já estavam quebrando as telhas da casa. A única coisa de deu para fazer foi se proteger das pedras que caiam”.
Além dos estragos na lavoura, a forte chuva também causou danos na rede de energia; onde cinco postes acabaram sendo derrubados, casas e barracões ficaram destelhados, árvores quebradas e uma grande quantidade de pássaros mortos.
Na propriedade rural do agricultor Ilgo Abel, os prejuízos também foram grandes. Ele que havia plantado 680 hectares de soja, acredita que pelo menos 300 hectares de sua lavoura tenham sido atingidos pela chuva. “Está chuva de 10 minutos me trouxe um prejuízo que gira em torno de R$ 250 mil. Agora é esperar para começar a plantar de novo, isto se tivermos recursos financeiros”.
O produtor Delmar Inácio, disse que a situação está ficando muito complicada, já que além do alto custo para se plantar, os agricultores em um ano acabam prejudicados pela seca e no outro pelas fortes chuvas.
“O preço da soja é ilusório, as dificuldades para produzir são imensas e as pragas nunca dão uma trégua. Agora vem a chuva e acaba com toda a nossa produção e deixa apenas o prejuízo. Fica difícil para se trabalhar assim, se continuar desde jeito acredito que só os grandes conseguirão sobreviver”, comenta revoltado o agricultor.
“Nunca vi uma destruição tão grande provocada por granizo”, disse surpreso o deputado Estadual Ari Rigo, proprietário de uma fazenda na região. O deputado não obteve prejuízos com o vendaval porque trabalha apenas com a criação de gado.
 
 
 
Diário MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
Fátima do Sul: O Boticário lança linha de cuidados masculinos e mostra que homens também se cuidam
ACIDENTES NAS ESTRADAS
Acidente grave: nove caminhões e um morto na BR-376
POLEMICA
Transexual é retirada algemada de banheiro público feminino em Araruama
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Remy agarra Luzia e Ícaro salva a mãe de ser estuprada
TURISMO PELO BRASIL E MUNDO
Indústria de Hotéis aguarda aprovação dos jogos para captar bilhões em produtos turísticos
AGORA EM DOURADOS - MS
UNIPAR EAD com cursos de Educação Física, Letras, Marketing e mais 22 cursos, Confira todos aqui
TRAGEDIA
Acidente chocante em Foz: casal morre na hora em batida
NOVELA GLOBAL
Aliada de Laureta, Rosa se vinga do pai e o humilha no restaurante em ‘Segundo sol’
GRANA
Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Severo é preso e humilha Roberval