Menu
SADER_FULL
quinta, 23 de janeiro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER BET
Brasil

China quer comprar 500 mil toneladas de soja brasileira

19 Jul 2004 - 13h42

Foi anunciado no último sábado (17) durante visita de quatro dirigentes do grupo estatal chinês Beidahuang ao Rio Grande do Sul que o grupo pretende importar 500 mil toneladas de soja brasileira ainda neste ano. O interesse é de comprar cerca de 2 milhões de toneladas de soja do Brasil por ano.

O presidente do conselho de diretores do grupo, Wu Jie Kai, acrescentou também que existe a intenção do grupo em adquirir de 100 mil a 200 mil hectares no país para o plantio no Cerrado brasileiro, para produzir 700 mil toneladas do produto em 200 mil ha.

A soja brasileira deverá ir para esmagamento na subsidiária Jiusan Oil & Fat Co, com capacidade produtiva de 5,6 milhões de toneladas/ano. A perspectiva de importação se deve à criação de duas novas plantas, apontou Wu Jie Kai pois o grupo inaugura agora em agosto uma nova unidade e outra até o fim do ano. Com as duas novas unidades, a necessidade de grãos da empresa, a partir de 2005, sobe para 300 mil toneladas/mês.

 

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

ABSURDO - BRASIL
Homem morre em motel durante relação sexual com a filha
VAMOS AJUDAR - COMPARTILHE
Família oferece recompensa de R$ 5 mil a quem encontrar idoso desaparecido
SANGUE FRIO
Marido que ficou em desespero ao saber da morte da esposa é preso e confessa o crime
TRAIÇÃO
Mulher flagra marido com novinha e a faz andar pelada na rua
ENCONTRO ACABA EM MORTE
Moça que foi estuprada e assassinada saiu de casa para se encontrar com um amigo
RAÇA ASSASSINA
Rottweiler mata doze bezerros em propriedade rural
TRAGEDIA NA RODOVIA
Grave acidente envolve três caminhões e um carro na PR 180; uma pessoa morreu
FÁTIMA DO SUL - NESTA QUARTA-FEIRA
Esclarecimentos sobre porte de armas e suas aquisições acontece nesta quarta-feira em Fátima do Sul
ESTUDANTES
Estudantes podem se inscrever no Sisu a partir desta terça-feira
TECNOLOGIA
Clientes de bancos digitais vão poder sacar dinheiro em padarias e supermercados