Menu
SADER_FULL
sábado, 23 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

CGU vai fiscalizar programas do Governo Federal

21 Jul 2004 - 07h00
A Controladoria Geral da União (CGU) vai estender a fiscalização do uso de dinheiro público feita nos estados e municípios a todos os programas do governo federal. “Pela primeira vez faremos uma vigilância permanente e impessoal, sem essa história de fiscalizar os adversários e proteger os amigos”, anuncia o ministro do Controle e da Transparência da Controladoria Geral da União (CGU), Waldir Pires, em entrevista exclusiva à Agência Brasil.

O controle será feito por meio de um sorteio mensal, no qual serão escolhidos os programas e os estados a serem fiscalizados naquele mês. O sistema abrangerá tanto os programas federais na área de infra-estrutura, quanto as políticas públicas de saúde, educação ou saneamento. “Ainda não estamos com a metodologia estabelecida, vamos utilizar a que está sendo conduzida nos municípios e estados”, explica o ministro. “Já fiscalizamos territórios e agora vamos fiscalizar programas”, ressalta.

Para Waldir Pires, a falta de auditores é o principal problema da CGU. “É preciso que volte a ter 5 mil auditores”, reclama o ministro sobre o atual quadro que integra 1.800 funcionários. Recentemente, o governo realizou concurso público para a contratação de 300 novos funcionários. Com a falta de pessoal, o “controle ficou ineficiente e a maioria dos programas não foi fiscalizada, não há verificação do destino das verbas com detalhes”, diz. "O que nos interessa é ver efetivamente se foi ou não bem aplicado o dinheiro público”, afirma Waldir Pires.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'