Menu
PASSARELA
sábado, 26 de maio de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

CGU: 2,6 mil servidores são expulsos por corrupção desde 2003

9 Jul 2010 - 06h27Por Terra

Segundo a Controladoria-Geral da União (CGU), o governo federal puniu com a expulsão 2.599 servidores públicos envolvidos em práticas ilícitas entre janeiro de 2003 e junho de 2010. Os dados foram apresentados no levantamento elaborado pela CGU, que aponta que as demissões somaram 2.232 casos, as destituições em cargos de comissão, 209 e as cassações de aposentadorias, 158.

Apenas no primeiro semestre deste ano, 201 servidores foram penalizados por práticas ilícitas no exercício da função, segundo a CGU. Foram 163 demissões, 13 cassações de aposentadoria e 25 destituições de cargo em comissão.

Desde o início do levantamento, a maior parte das punições foi pelo uso do cargo para obtenção de vantagens, com 1.351 casos. Houve, ainda, 751 casos de improbidade administrativa e 245 casos de recebimento de propina.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PARALISAÇÃO
Petroleiros do Pais inteiro anunciam greve "Vamos parar todas as Refinarias"
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Laureta transa com Ícaro e fica encantada
FÁTIMA DO SUL - FOTO DO DIA
FOTO DO DIA: Carreata dos caminhoneiros vista de cima em Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - GREVE JÁ PREOCUPA
Situação já preocupa o setor alimentício 'Acendemos a luz vermelha', diz empresário em Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - BUZINAÇO NA AVENIDA
Ao som do Hino Nacional, população e caminhoneiros fazem 'buzinaço' em Fátima do Sul
AGORA - DECISÃO DO PRESIDENTE
#AGORA: Temer aciona Exército 'forças federais' para desbloquear estradas
FÁTIMA DO SUL - CARREATA DOS CAMINHONEIROS
Caminhoneiros preparam carreata e conclamam o comércio para que fechem as portas em Fátima do Sul
COPA DO MUNDO
Dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo não serão feriado
FÁTIMA DO SUL - PROTESTOS CONTINUAM
Bloqueios continuam e caminhoneiros convocam população para 'Parar Fátima do Sul'
VANDALISMO NÃO!
Caminhão é incendiado por manifestantes durante protesto contra aumento de combustível