Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 29 de janeiro de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER BET
Brasil

Cerca de 200 mil famílias perderão o benefícios

10 Abr 2007 - 14h58

Mais de 200 mil cartões do Bolsa Família podem ser suspensos em todo o país. Na maioria dos casos é porque os filhos não estariam freqüentando a escola como deveriam. Mais de 82 mil famílias já tiveram o benefício bloqueado.

Dona Eva Aparecida de Almeida não esperava. Na notificação o governo federal informa que o pagamento do programa Bolsa Família será bloqueado se ela não provar que um dos três filhos continua freqüentando a escola. A doméstica recebe R$ 95 por mês de beneficio. Garante que o menino mais velho é aluno freqüente e que a advertência é injusta. “Ele não falta na escola. A gente manda ele todo dia para aula cedo e a hora que eu li a carta eu fiquei assustada.”
A notificação também foi mandada para outras 217 mil famílias em todo o país de março até agora e 82 mil pagamentos já foram bloqueados, porque os interessados não cumpriram as exigências impostas pelo governo federal para liberar o benefício.

São Paulo foi o estado com o maior número de casos, quase 29 mil pagamentos bloqueados. Minas vem em seguida com 13 mil. Para receber o benefício o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome exige que a família cuide da saúde da criança, que deve ainda freqüentar 85% das aulas. “O benefício é suspenso quando a criança não foi à escola, ou quando a família não procurou o serviço de saúde por três períodos seguidos”, explica Rosani Cunha, representante da Secretaria Nacional de renda do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

A explicação para tantos pagamentos interrompidos pode estar em um descuido dentro de casa. No início do ano letivo muitas crianças trocaram de escola, mas as famílias não repassaram essa informação para as prefeituras. “Precisa verificar o cadastro”, explica uma funcionária. Dona Maria Edna recebe R$ 15 por mês de benefício. Ao saber que o pagamento seria bloqueado, tratou de providenciar os documentos exigidos. “É importante porque é um dinheirinho a mais que ajuda”, diz.

 

 

 

RMT Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS E REGIÃO
Alô Fátima do Sul, JBS seleciona candidatos para 150 vagas nesta quarta-feira em Dourados
CORONAVIRUS NO BRASIL
Ministro confirma primeiro caso suspeito de coronavírus no Brasil
COMOÇÃO
Morte de cinco pessoas afogadas da mesma familia comove e cidade e tem luto oficial
DOENÇA DO SÉCULO
Brasileiro comete suicídio nos Estados Unidos e família pede ajuda para trazer o corpo
INUSITADO
Vaca invade farmácia e depois cai em córrego, dando trabalho aos bombeiros
JUSTIÇA FEITA
Viúva de Gugu ganha na Justiça direito a pensão de R$ 100 mil por mês
FAMOSIDADES
Baile funk na casa de Ludmilla teve rapper Tyga, mulheres fio dental e policia na porta
HOMICIDIO
Jovem mata a mãe e esconde cadáver em poço
PROUNI
MEC suspende inscrições do ProUni por tempo indeterminado
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Cinco pessoas de uma mesma família morrem afogadas em rio