Menu
SADER_FULL
quinta, 24 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Celas interligadas e túnel são encontrados na Máxima

18 Abr 2007 - 07h53
 

Agentes penitenciários encontraram no fim da tarde de hoje cinco celas interligadas e um túnel no pavilhão 1 do Estabelecimento Penal de Segurança Máxima em Campo Grande. O pavilhão 1 tem 80 celas e foi recentemente reformado, após ser destruído durante uma rebelião em maio do ano passado.

No dia 4 de abril a obra foi entregue, e somente na terça-feira passada, dia 10, foi ocupado pelos presos, cerca de 800 detentos que estavam no pavilhão 2 e que foram transferidos para a ala reformada para a recuperação do outro setor do presídio. Em média cada cela está com 10 presos, quando a capacidade é para apenas quatro, no máximo.

A reforma do pavilhão 2 começou no dia 11 de abril. Na obra dos dois pavilhões estão sendo investidos R$ 2,3 milhões, que foram liberados pelo Ministério da Justiça.

Segundo informações apuradas pelo RMT On-Line, as celas interligadas e o túnel foram descobertas após os agentes penitenciários receberem a informação de que haveria um plano de fuga. Somente este ano já ocorreram no presídio duas fugas, e foram descobertos ou impedidos 11 planos de fuga (com esse de hoje), entre tentativas efetivas dos presos, descoberta de túneis, de celas com grades serradas e de apetrechos utilizados como cordas artesanais (teresas).

As celas que estavam interligadas por dutos eram a do bloco 1-B 15, 16, 17, 18 e 19, onde estava o túnel de dois metros de profundidade. No local estavam 48 presos, que após a descoberta do túnel foram imediatamente transferidos para outras celas do presídio.

Após a descoberta das celas interligadas e do túnel, os agentes penitenciários estaduais e federais, que estão reforçando a segurança na Máxima, estão realizando um pente-fino em todo o pavilhão.

Insegurança

Segundo fontes ouvidas pelo RMT On-Line o clima é tenso na Máxima. A reforma no pavilhão 1 teria sido apenas ‘maquiagem’, as condições de segurança dentro da penitenciária continuariam as mesmas.

Os detentos já estariam ameaçando fazer uma outra grande rebelião, como a registrada em maio do ano passado e que resultou na destruição dos pavilhões 1 e 2, e estariam aguardando apenas que os agentes penitenciários federais que estão cedidos até o dia 19 de maio para reforçar a segurança no local, saiam do presídio.

 

 

RMT Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

MILIONARIO
Apostador de Teresópolis leva sozinho prêmio de R$ 37,9 milhões da Mega-Sena
CASO MILICIANOS
‘Se Flávio errou, terá de pagar e eu lamento como pai’, diz Bolsonaro sobre novos indícios
PREOCUPANTE
Arábia Saudita barra importação de frango de cinco frigoríficos brasileiros
FUTEBOL
São Paulo e Vasco da Gama farão a final da Copa São Paulo
BBB 19
Vanderson é eliminado e vai prestar depoimentos sobre casos de agressão
INVESTIGAÇÃO
Mourão volta a dizer que é preciso investigar Flávio Bolsonaro e punir se for o caso
HEROI
Porteiro ganha homenagem: salvou criança de 3 anos que caiu na piscina (VIDEO)
FAMOSIDADES
Aos 67 anos, Amado Batista assume namoro com jovem de 19 anos de idade
LUTO - TV
Ator Caio Junqueira morre no Rio uma semana após acidente
ANJO DA GUARDA
Amigo dá lar a mulher que viveu 40 anos internada no HC