Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 19 de janeiro de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER BET
Brasil

CEF recorre contra liminares que dispensaram fiador do FIES

5 Ago 2004 - 17h30
O secretário de Educação Superior, Nelson Maculan, disse nesta quinta-feira que a Caixa Econômica Federal já recorreu contra as duas liminares que suspenderam, esta semana, a obrigatoriedade de fiador para os estudantes interessados em participar do Programa de Financiamento Estudantil (Fies). A assessoria da Caixa confirma a informação. Os recursos foram entregues à justiça carioca e paranaense.

“Independente disso, já estamos seguindo à lei e não vamos exigir fiador até que uma nova decisão seja dada”, afirma Maculan. Segundo ele, existe o temor de um aumento na inadimplência. “Hoje, nossa taxa de inadimplência é de 20%. Até 30% essa taxa é administrável. Mais do que isso pode prejudicar bastante.”

De acordo com Maculan, os estudantes que renovarem ou se cadastrarem nos próximos dias não precisam de apresentar fiador. O prazo para novas inscrições começa no próximo dia 16 de agosto e vai até 10 de setembro. Serão oferecidas 50 mil novas vagas. O Ministério da Educação ainda não sabe o que será feito com esses cadastros caso a as liminares sejam derrubadas. “Pode ser que, mais pra frente, algum advogado diga que nesse momento a liminar valia e que desse estudante não poderá ser exigido fiador”, prevê o secretário.

Atualmente, 163 mil alunos das faculdades particulares possuem o benefício e uma das maiores dificuldades era conseguir um fiador com renda igual a duas vezes o valor da mensalidade. Apesar de quase 300 mil estudantes terem se candidatado ao Fies no ano passado, apenas 50 mil foram aceitas. Cerca de 20 mil não foram preenchidas. O MEC reconhece que a falta de fiador está entre as causas dessa sobra.

Criado em 1999, o Fies financiou o estudo de 277 mil alunos até o final de 2003. Ao todo, foram gastos R$ 3 bilhões com o programa. Cerca de 65% desse custo foi arcado com recurso das Loterias e do Tesouro Nacional.

“O ressarcimento dos estudantes representa 30% do total investido”, calcula Nelson Maculan. Segundo o secretário de Educação Superior, em breve, surgirá uma alternativa e um complemento ao Fies. “O governo tem o projeto Universidade para Todos tramitando no Congresso que não será mais um empréstimo, mas uma bolsa completa nas universidades particulares.”
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVA ANDRADINA - TURISMO
Ciclistas de Nova Andradina pedalam mais de 750 km para chegar ao litoral catarinense
FÉRIAS DOS FAMOSOS
De biquíni, filha de Glória Pires ostenta corpão em férias
CAMPO BELO RESORT - PACOTE ESQUENTA
Esquenta de Carnaval é no Campo Belo Resort, confira o pacote e faça sua reserva
CANCELAMENTO DE BOLSA FAMILIA EM 2019
Governo federal cancelou 1,3 milhão de benefícios do Bolsa Família em 2019 por irregularidades
CELULAR
Brasil é o 3º país em que pessoas passam mais tempo em aplicativos
A CASA CAIU
Mulher acha que marido morreu, busca detetive e descobre traição: 'Agora é ex'
LUTO - IASD
Morre primeiro líder máster de desbravadores investido no Brasil
OVNI OU SATÉLITE?
Objetos não identificados no céu chamam a atenção de moradores
SANGUE FRIO
Homem mata desafeto e continua vendendo picolé nas ruas da cidade
PERIGO DA NARGUILÉ
Jovem contrai doença após fumar narguilé e alerta: 'Abandonem essa porcaria'