Menu
SADER_FULL
quarta, 20 de março de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Carpegiani quer Corinthians no ataque contra o Náutico

25 Abr 2007 - 17h18
Paulo César Carpegiani fez um pedido aos seus jogadores. Exige que entrem em campo, na quinta-feira, contra o Náutico, no Pacaembu, sem pensar que empates por 1 a 1 ou 0 a 0 classificam o Corinthians para as quartas-de-final da Copa do Brasil.

"Nem quero pensar nisso. No futebol, você ganha, perde ou empata. Só me interessa a vitória. É assim que vamos jogar sempre", afirmou.

Ele não quer um final de jogo angustiante no Pacaembu. Nada de ficar os últimos minutos se defendendo de um gol que pode significar a desclassificação do time. "É uma situação que vamos evitar."

Mesmo quando jogar na casa do adversário, Carpegiani sonha com um time entrosado, forte mentalmente e que imponha o seu estilo em campo. "Todo time vitorioso precisa impor o seu ritmo, mostrar que está mandando em campo. Se não fizer isso, o adversário faz. E não vamos deixar", explica.

Futebol compacto é o que Carpegiani sonha e promete para o Corinthians. Um time que pratique a teoria dos "dois terços" do campo, com a qual Arrigo Sachi venceu por duas vezes a Copa dos Campeões com o Milan, nos anos 90. Quando o time ataca ou marca sob pressão a saída de bola do adversário, os volantes e zagueiros avançam também, ocupando dois terços do campo. Quando o adversário ataca, é a vez dos atacantes e meias do Corinthians recuarem, também ocupando os dois terços do campo.

"Quero ter um time que saiba marcar sob pressão e também saiba jogar em contra-ataque. Treinamos muito isso. Pode ser que o público não veja ainda um esquema definido, mas não faltará vontade de nossa parte", disse.
 
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSÉDIO SEXUAL
Homem é morto a tiros após assediar mulher casada
FATALIDADE
Mulher morre ao cair de pé de abacate e bater cabeça na linha do trem
MANIACO SEXUAL
Pai flagra estupro da filha dentro de casa usando o celular, suspeito foi preso
FAMOSIDADES
Quem era Bettina antes do R$ 1 Milhão: Ela foi professora de balé, modelo e panfleteira
MENTOR DO MASSACRE
Polícia de Suzano apreende menor suspeito de planejar ataque
INTERNADO
Criança de 4 anos cai em poço de cinco metros de profundidade
RESGATADO
Cão abandonado em ilha estava sendo comido vivo por urubus
SEXTUPLOS
Americana dá à luz seis bebês em nove minutos
TRAGÉDIA EVITADA
Garoto de 11 anos leva faca na mochila para matar colega no ônibus escolar
ALERTA AOS PAIS
Menino de quatro anos corta os pulsos em Goioerê e pode ser influência da Momo