Menu
SADER_FULL
sexta, 22 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Capital investirá R$ 195 mil para facilitar acesso à leitura

6 Jul 2010 - 09h24Por MS Notícias

Para facilitar o acesso à leitura em várias regiões da cidade, a Prefeitura de Campo Grande acaba de ser contemplada com R$ 150 mil do Programa Mais Cultura para a criação de sete pontos de leitura. Outros R$ 45 mil serão aplicados pelo poder público municipal, como contrapartida, para ser investidos, também, na modernização da Biblioteca instalada no Horto Florestal. Nos próximos dias, a Fundação Municipal de Cultura (Fundac) divulgará o edital com as regras para os interessados em montar um ponto de leitura.

O Programa Mais Cultura faz parte da Agenda Social do Governo Federal e tem como principal missão fomentar projetos artísticos desenvolvidos pela sociedade e democratizar o acesso da população a equipamentos e serviços culturais. O Mais Cultura se estrutura em três dimensões articuladas entre si: Cultura e Cidadania, Cultura e Cidades e Cultura e Economia. A função dos estados e municípios é dar capilaridade às ações do programa, ampliando a oferta de cultura e melhorando a qualidade de vida da população.

O recurso destinado à Biblioteca Ana Luiza Prado Bastos, instalada no Horto Florestal, será aplicado na modernização da unidade com compra de mobiliários, equipamentos e computadores. A escolha da biblioteca a ser contemplada pelo programa fica a critério dos municípios. Localizada no centro da Capital, a biblioteca funciona das 7h30min às 17h30min, de terça a sexta-feira; das 13:00 horas às 17h30min às segundas e das oito horas ao meio-dia aos sábados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'
LARANJADA
Deputados do PSOL distribuem laranjas na chegada de Bolsonaro à Câmara