Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 16 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Caminhoneiro é atropelado durante protesto em Maracaju

27 Jul 2004 - 08h59
O presidente da Associação dos Caminhoneiros de Maracaju, Rudinei Costa, foi atropelado na manhã de hoje durante protesto da categoria na BR-267, no Sul do Estado. Os manifestantes afirmam que Rudinei Costa foi atropelado por um morador de Maracaju, conhecido como Café. O presidente sofreu fratura na região da clavícula e nas costas e foi prestar queixa na Polícia Civil da cidade.

O protesto dos caminhoneiros começou ontem em Maracaju. A ação faz parte da mobilização nacional.

Os caminhoneiros são da Associação de Caminhoneiros de Maracaju, que faz parte da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (ABICAM). O protesto integra o movimento nacional dos caminhoneiros.

A categoria reivindica do governo a aplicação de R$ 8 bilhões da Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico (Cide) na recuperação da malha rodoviária brasileira. A ABICAM não tem o apoio da Frente Nacional dos Transportadores Rodoviários de Carga, que divulgou nota condenando a paralisação por considerá-la "inconveniente e inoportuna" num momento de diálogo com o governo federal.
 
RMT Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat