Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Câmara promoverá primeiro pregão eletrônico no dia 22

1 Set 2004 - 17h38
A Câmara promoverá, no próximo dia 22, o seu primeiro pregão eletrônico, que se diferencia da licitação tradicional por ser ágil, possibilitar a participação de um número ilimitado de concorrentes e permitir que as empresas apresentem suas propostas via Internet. O pregão será destinado à compra de 48 microcomputadores portáteis tipo notebook, e ganhará a empresa que oferecer o menor preço.
Até dois dias úteis antes da data fixada para o recebimento das propostas, qualquer pessoa poderá solicitar esclarecimentos, providências ou impugnar o ato convocatório do pregão pelo endereço eletrônico https://compras.camara.gov.br/Compras/Licitantes. Outras informações sobre pregões eletrônicos também poderão ser obtidas por esse mesmo endereço.

Como participar
Para participar, os fornecedores precisam se cadastrar e adquirir uma senha no site www.camara.gov.br. Dois dias antes do pregão, deverão apresentar suas propostas no formulário disponível no site. Às 10 horas, o pregoeiro divulgará o menor preço unitário oferecido, dando início à etapa competitiva em que os participantes poderão propor lances inferiores ao último preço registrado, sendo informados, em tempo real, sobre o registro do valor ofertado. Em caso de empate, vencerá o lance recebido primeiro pelo sistema eletrônico.
Durante 15 minutos após a divulgação da empresa vencedora, os concorrentes poderão apresentar recurso, por meio eletrônico, contra a decisão do pregoeiro, e a partir daí terão três dias úteis para apresentar os motivos da contestação.

Agilidade do processo
O pregão eletrônico praticamente elimina a fase de apresentação de documentos. "Só serão examinados os documentos da empresa vencedora. Se não estiverem de acordo com as exigências do edital, o fornecedor será eliminado, sendo proclamada a empresa subseqüente", explica o presidente da Comissão de Licitação da Câmara, Ronaldo Gomes.
Um pregão eletrônico dura cerca de 30 minutos, enquanto uma licitação comum leva cerca de dois meses até a sua conclusão. "É uma espécie de leilão ao avesso, pois ganha quem apresentar o menor preço", afirma Gomes. "Além de ser um processo mais democrático, por permitir a participação de fornecedores de todo o País, possibilita à Câmara um leque de opções para a escolha do produto com melhor preço e boa qualidade".
 
 
Agência Câmara

Deixe seu Comentário

Leia Também

MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos