Menu
SADER_FULL
sábado, 22 de setembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Câmara aprova T. de Cidadão Glóriadouradense a Defensor Público

17 Jun 2010 - 17h50Por Adauto Dias / Glória News

O Vereador Edgar Yamato (PSDB) apresentou, e aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de Glória de Dourados-MS, o projeto de decreto legislativo que Concede Título de Cidadão Glóriadouradense ao Defensor Público Antonio César Bauermeister de Araujo pelos relevantes serviços prestados ao Município de Glória de Dourados.

 

 

                             

 

 

CIDADÃO : Antonio César Bauermeister de Araujo

 

 


                   Antonio César Bauermeister de Araujo nasceu no dia primeiro de agosto de 1976, na cidade de União Vitoria-PR. Antonio, em homenagem ao seu avô paterno, César, em referencia ao seu tio como mesmo nome, Bauermeister, oriundo do seu avô materno, significa “Mestre construtor” e Araujo, Nome tipicamente brasileiro, de remota origem portuguesa.

 

                   Com apenas três anos sua família veio para Nova Andradina, visando um futuro melhor.  Apesar de sempre manter as raízes com a região sul, o coração se tornou Sul-Mato-Grossense.

 

                   Devido a carreira de seu pai, Antonio César e sua família moravam em Nova Andradina, Rio Brilhante, Coxim e por fim, Campo Grande, quando já eram em quatro irmãos,  Airton Edison de Araujo Filho, o mais velho, hoje advogado do INMETRO, Antonio Cesar, o segundo, Genilaine Cristina, a terceira Priscila, que já esta cursando psicologia.

 

                   Nessa jornada, sua mãe, Zeula, merece destaque especial, professora de historia que por um tempo parou de lecionar para se dedicar integralmente ao seu lar, vindo depois a voltar nas suas atividades de artista plástica e cursar uma segunda faculdade, de psicologia, hoje tem uma clinica em plena atividade há dez anos que serviu de exemplo a muitos, demonstrando que sempre é tempo de realizar um sonho.

 

                   Da mesma magnitude, seu pai, Ariton Èdson de Araujo, foi advogado, Procurador do Estado, e em 1981 ingressou no Ministério Publico de Mato Grosso do Sul, a onde construiu uma carreira exemplar, como Promotor de Justiça e posteriormente como Procurador de Justiça, quando após mais de quarenta anos de serviços, se aposentou em 2003, mas, infelizmente, veio a falecer abruptamente em 14/04/2005.

 

                   Nessa Perda irreparável e inesperada, Antonio Cesar estava no meio do curso para ingressar na defensoria pública e pensou em desistir, pois achou que não tinha condições psicológicas de continuar. Entretanto, um dos ensinamentos que seu pai deixou, “o que tem que ser feito, tem que ser feito”, soou nitidamente e, buscando forças em Deus e no apoio de sua então namorada - e hoje esposa, e da família e dos amigos, continuou, enfrentando as seis provas, a prova de tribuna do júri e o exame oral poucos dias após o falecimento de seu estimado pai.

 

                   Como resultado, Antonio César Bauermeister de Araujo ingressou na Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso do Sul em 22 de agosto de 2005, após ser aprovado no concurso de provas e títulos.

 

                   Como Defensor Público Substituto atuou em Campo Grande e após, em Corumbá, cidade em região da fronteira com Bolívia contrasta sua beleza natural e riqueza cultural com a miserabilidade da população e diversos problemas sociais, que culmina em uma quantidade imensa de pessoas hipossuficientes que são assistidas pela Defensoria Pública.

 

                   Em Novembro de 2005 foi promovido a Defensoria Pública de primeira Instância Titular da Defensoria Publica de Glória de Dourados onde se encontra atualmente. Logo em seguida, foi designado para atender em substituição na Comarca de Deodápolis aonde não mais havia Defensor Público Titular e ainda em Fátima do sul e Ivinhema. Tal situação perdurou até outubro de 2009, quando competentes Defensores Públicos Substitutos, oriundos do concurso do mesmo ano foram designados para Deodápolis e Angélica.

 

                   Durante esses quase cinco anos de exercício como Defensor Público em Glória de Dourados, vivenciou um grande esforço pessoal para conseguir atender a maioria esmagadora da população carente, garantindo aos mesmos o verdadeiro acesso á justiça, tanto na área civil quanto nos processos criminais, alem de um trabalho preventivo de orientação, tirando dúvidas que evitam futuros litígios.

 

                   Se, por outro lado, na maior parte do tempo Glória de Dourados e Deodápolis contam cada qual com seus Juízes, Promotores de Justiça e Delegados de Polícia, todos com funcionários em seus quadros e devidamente aparelhados, por outro viés Antonio César assumia sozinho as defensorias Públicas das referidas comarcas que tinham estruturas precárias de trabalho.

 

                   Para conseguir equilibrar tamanha diferença nas condições de trabalho e não acarretar em prejuízo á defesa de seus assistidos, Antonio César, ou simplesmente Neto – como também é conhecido entre familiares e amigos, usou da criatividade, superando a falta de estrutura, quando sequer tinha acesso a internet, Por exemplo, utilizando recursos próprios, abdicando do tempo de lazer e, principalmente, tendo em sua equipe eficientes funcionários cedidos pelas Prefeituras Municipais, estagiários

Deixe seu Comentário

Leia Também

EMBOSCADA
Homem é assassinado na frente do filho de seis anos
FAMOSIDADES
Xuxa rompe silêncio sobre Marlene Mattos e traições de Pelé: ‘Me fez coisas muito feias’
ASSALTANTE
Preso confessou que matou a ex em cela da cadeia
DISPUTA ACIRRADA
Nova pesquisa mostra empate técnico entre Haddad e Bolsonaro
SELEÇÃO BRASILEIRA
Gabriel Jesus retorna para a Seleção
LOTERIA
Mega-Sena acumula novamente e pode pagar prêmio de R$ 22 milhões
HORÁRIO DE VERÃO 2018
Horário de Verão pode ser extinto em todo território nacional
EDUCAÇÃO
‘Desejo continuar com a minha profissão, mas temo pela minha vida’, diz professor agredido em aula
SOB INVESTIGAÇÃO
Jovem é encontrada morta dentro do quarto e esposo está desaparecido
MORTE NO DETRAN
Jovem sofre parada cardíaca durante prova para tirar CNH