Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 23 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Câmara abre processo para cassar Artuzi debaixo de gritos em Dourados

28 Set 2010 - 10h10Por Nicanor Coelho, do Midia Max de Dourados

A última sessão da Câmara Municipal de Dourados antes das eleições de domingo durou apenas 45 minutos. Foi o tempo suficiente para a criação de uma Comissão Processante que terá prazo de noventa dias para apresentar o seu relatório o que possibilitará a cassação do prefeito Ari Artuzi. Nem mesmo a chuva e o tempo frio impediram que o plenário da Câmara ficasse tomado de manifestantes.

Sob gritos de “comissão de ladrões”, foram escolhidos para compor a Comissão Processante os vereadores José Carlos Cimatti (PSB) como presidente; Marcelo Barros (DEM) eleito relato e Cido Medeiros (DEM), como membro.

As presenças de Cimatti e Marcelo Barros na condução a Comissão Processante foi questionada pelos manifestantes uma vez que eles foram presos pela Operação Uragano. Cido Medeiros assumiu a Câmara na condição de suplente e não está envolvido na Operação Uragano.

A presidente Délia Razuk afirmou que a criação da Comissão Processante cumpriu o que determina a Lei Orgânica onde diz que apenas os vereadores titulares podem fazer parte dela. Como a maioria dos dez vereadores presentes fazia parte ou era suplentes dos membros da CPI da Saúde que deu origem à Processante, a escolha recaiu sobre Cimatti, Marcelo e Cido.

Além de votar a Comissão Processante os vereadores aprovaram dois projetos de lei, moções e requerimentos sempre sob as vaias dos manifestantes que portaram faixas e cartazes pedindo eleições já para prefeito e vereadores em Dourados.

 Conforme a Lei Orgânica a Comissão Processante tem cinco dias para começar a se reunir enquanto o prefeito Ari Artuzi terá dez dias para apresentar defesa. Assim que a defesa de Artuzi foi apresentar a Processante deverá apresentar o relatório final que deverá ser apreciado pelos vereadores.

Participaram da sessão os vereadores Albino Mendes (PR), Tio Julio Artuzi (PRB), Zezinho da Farmácia (PSDB), Cido Medeiros (DEM), Aurélio Bonato (PDT), Délia Razuk (PMDB), José Carlos Cimatti (PSB), Marcelo Barros (DEM). Cemar Arnal (PDT) e Gino Ferreira (DEM).

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico