Menu
SADER_FULL
sexta, 16 de novembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Caixa libera R$ 1 bilhão em crédito para moradia até maio

27 Jun 2007 - 05h40
A Caixa Econômica Federal concedeu R$ 1 bilhão em subsídios à habitação de janeiro a maio, segundo a superintendente Nacional da instituição, Vera Lúcia Martins Vianna. A executiva disse que na próxima reunião do Conselho Curador do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) será discutida a ampliação do valor previsto para subsídios da Caixa em 2007, atualmente estimado em R$ 1,2 bilhão. No ano passado o valor foi de R$ 1,8 bilhão.

Os subsídios são uma das formas de acesso da baixa renda à compra de imóveis. Dos R$ 17,4 bilhões que o banco estima destinar ao financiamento imobiliário, este ano, parcela próxima a 60% será para consumidores com renda até cinco salários mínimos. Esse perfil deve responder por 70% das 600 mil unidades que a instituição financeira quer financiar em 2007, segundo Vera Vianna.

A superintendente da Caixa destacou, durante o seminário Crédito Imobiliário, que 96,3% do déficit habitacional brasileiro está concentrado na renda até cinco salários mínimos. Para atender essa parcela da população, o banco desenvolveu programas por faixa de renda e passou a avaliar não só a renda formal, mas a renda líquida comprovada pela capacidade de pagamento de compromissos.

Os juros cobrados pela Caixa no crédito imobiliário variam de 6% ao ano mais Taxa Referencial (TR) até 12% ao ano mais TR, na modalidade do Sistema Financeiro de Habitação (SFH). O prazo máximo é de 20 anos.

Cadastro positivo - Outro palestrante do seminário, Vander Nagata, gerente de Pessoa Física do Serasa, defendeu o uso do cadastro positivo como forma de os bancos conhecerem melhor os clientes de baixa renda. "O cadastro positivo requer o histórico do cliente em outros tipos de concessão de financiamento. É fundamental que o cadastro positivo seja compartilhado para o desenvolvimento do crédito imobiliário e da securitização do crédito", disse Nagata.

O representante do Serasa citou um levantamento do Banco Mundial, que aponta que o cadastro positivo tem como benefícios a tendência do aumento da aprovação das pessoas que buscam crédito, a redução dos prazos para essa aprovação e a redução da inadimplência.

 

 

Agência Estado

Deixe seu Comentário

Leia Também

ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto
TRAGEDIA
Ex-prefeito é morto pelo pai após ser confundido com assaltante
ACIDENTE DE TRANSITO
Caminhão passa por cima de veículos e explode em grave acidente
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Marilda (Letícia Spiller) é flagrada nua e finge ser uma assombração
BNDS
“Se não abrir a caixa preta do BNDES, está fora!”, diz Bolsonaro sobre Levy
FAMOSIDADES
Susana Vieira está com leucemia, mas a doença está controlado, diz assessoria
NOVELA GLOBAL
Marina Ruy Barbosa é a heroína de 'O sétimo guardião': 'Luz foge do tradicional'
CONSTRANGIMENTO
Claudia Leitte quebra silêncio e desabafa sobre polêmica com Silvio Santos