Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 22 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Caixa libera R$ 1 bilhão em crédito para moradia até maio

27 Jun 2007 - 05h40
A Caixa Econômica Federal concedeu R$ 1 bilhão em subsídios à habitação de janeiro a maio, segundo a superintendente Nacional da instituição, Vera Lúcia Martins Vianna. A executiva disse que na próxima reunião do Conselho Curador do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) será discutida a ampliação do valor previsto para subsídios da Caixa em 2007, atualmente estimado em R$ 1,2 bilhão. No ano passado o valor foi de R$ 1,8 bilhão.

Os subsídios são uma das formas de acesso da baixa renda à compra de imóveis. Dos R$ 17,4 bilhões que o banco estima destinar ao financiamento imobiliário, este ano, parcela próxima a 60% será para consumidores com renda até cinco salários mínimos. Esse perfil deve responder por 70% das 600 mil unidades que a instituição financeira quer financiar em 2007, segundo Vera Vianna.

A superintendente da Caixa destacou, durante o seminário Crédito Imobiliário, que 96,3% do déficit habitacional brasileiro está concentrado na renda até cinco salários mínimos. Para atender essa parcela da população, o banco desenvolveu programas por faixa de renda e passou a avaliar não só a renda formal, mas a renda líquida comprovada pela capacidade de pagamento de compromissos.

Os juros cobrados pela Caixa no crédito imobiliário variam de 6% ao ano mais Taxa Referencial (TR) até 12% ao ano mais TR, na modalidade do Sistema Financeiro de Habitação (SFH). O prazo máximo é de 20 anos.

Cadastro positivo - Outro palestrante do seminário, Vander Nagata, gerente de Pessoa Física do Serasa, defendeu o uso do cadastro positivo como forma de os bancos conhecerem melhor os clientes de baixa renda. "O cadastro positivo requer o histórico do cliente em outros tipos de concessão de financiamento. É fundamental que o cadastro positivo seja compartilhado para o desenvolvimento do crédito imobiliário e da securitização do crédito", disse Nagata.

O representante do Serasa citou um levantamento do Banco Mundial, que aponta que o cadastro positivo tem como benefícios a tendência do aumento da aprovação das pessoas que buscam crédito, a redução dos prazos para essa aprovação e a redução da inadimplência.

 

 

Agência Estado

Deixe seu Comentário

Leia Também

RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai