Menu
LIMIT ACADEMIA
sexta, 18 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Cadastro para Reforma Agrária pode ter novas regras

21 Set 2004 - 16h37
O Programa de Reforma Agrária poderá ter um novo sistema de cadastro. A deputada Kátia Abreu (PFL-TO) apresentou projeto de lei (PL 4094/04) que cria o Sistema Nacional de Cadastro para o Programa de Reforma Agrária (Sinpra) e também o Conselho Deliberativo de Gestão destinado a administrar o Sinpra, o Gesinpra.
O projeto exclui do Programa de Reforma Agrária os participantes de esbulhos possessórios e de invasões de terras ou de prédios públicos, mediante controle e monitoramento das entidades participantes do Gesinpra e das polícias militares municipais ou estaduais. Constatada a participação em esbulho possessório ou invasão, o Gesinpra deverá providenciar o imediato cancelamento da inscrição do candidato, providenciando a substituição por outra família cadastrada.

Integrantes do Conselho
O Gesinpra, de acordo com o projeto, será integrado por oito conselheiros, representantes dos ministérios do Desenvolvimento Agrário; da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; e da Justiça; do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra); da Comissão de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados; da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA); da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura Familiar (Contag); e da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). O presidente do órgão deverá ser o representante do Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Maior qualidade
Segundo a autora, o objetivo do projeto é garantir maior qualidade aos assentamentos e ao Programa Nacional de Reforma Agrária. Ela acrescenta que o cadastramento e a seleção de candidatos são de extrema importância para o sucesso do Programa e o beneficiário deve ser necessariamente o agricultor.
Kátia Abreu observa que dificilmente o Brasil, ou qualquer outro país, poderá sustentar uma população rural que represente 5% da população economicamente ativa. Ela enfatiza que a tecnologia avançada e os mercados competitivos, resultado da economia de escala e da globalização da economia, fazem com que os pequenos, médios e grandes produtores rurais tenham que produzir cada vez mais, com qualidade e com regularidade. "Aqueles que não atingem as exigências dos mercados consumidores não conseguem sustentabilidade e tendem ao êxodo rural, o que exige forte intervenção pública para contrapor a exclusão rural", diz a deputada.

Seleção criteriosa
A seleção dos beneficiários deve ser criteriosa, assinala Kátia Abreu, "sob pena de caracterizar o Programa apenas como uma política compensatória equivocada, de alto custo para a sociedade e fadada ao insucesso. Por isso, o acesso, segundo ela, deve ser dado prioritariamente aos filhos de agricultores e trabalhadores rurais e aos profissionais de ciências agrárias", afirma a deputada.
Ela argumenta também que o agricultor não deve ser selecionado "pelo simples fato de ser um acampado ou integrante de movimento social". É mais coerente, diz ela, o Governo distribuir cestas básicas e capacitar as famílias das periferias das cidades para o emprego urbano do que envolver desqualificados no trabalho rural. "Para que a Reforma Agrária promova a justiça social e contribua para a economia nacional, é fundamental separar o aventureiro urbano do rurícola, valorizando este último e o empreendedorismo, e tendo como horizonte a perspectiva de renda e sustentabilidade", assinala a deputada.
 
 
Agência Câmara

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares