Menu
CÂMARA VICENTINA OUTUBRO 2019
terça, 22 de outubro de 2019
CACAU SHOW FÁTIMA DO SUL 0
Busca
UNIGRAN NET
Brasil

Cachoeirinha é reconhecida como terra indígena em MS

19 Abr 2007 - 17h24

O ministro da Justiça, Tarso Genro, assinou hoje, dia 19, Dia do Índio, portarias reconhecendo sete territórios como indígenas. Entre eles está a aldeia Cachoeirinha, da etnia Terena, que fica em Miranda, município que fica a 194 km de Campo Grande.

 

Com a medida, também tornam-se legalmente terras indígenas as seguintes áreas: Guarani de Araça'I (SC), da etnia Guarani; Riozinho do Alto Envira (AC), da etnia Ashaninka e Isolados; Toldo Imbu (SC), da etnia Kaingang; Toldo Pinhal (SC), da etnia Kaingang; Xapecó (SC), da etnia Kaingang; e Yvyporã Laranjinha (PR), da etnia Nhandeva Guarani.

 

Segundo o ministro, a demarcação e a entrega dos territórios trará conseqüências materiais e simbólicas para as comunidades indígenas. “São questões que estavam travadas dentro do governo, algumas delas há muito tempo - se não me equivoco, uma delas com discussão de 30 anos acumulada - e que agora são questões resolvidas, o que demonstra o tipo de relação que nós queremos ter com as comunidades indígenas”.

 

O coordenador-geral do Acampamento Terra Livre, Ramao Terena, disse esperar do governo a sensibilidade para que não haja retrocesso na demarcação de terras indígenas. “Se não fosse a pressão do movimento indígena, acredito que nada disso estaria acontecendo neste 19 de abril”.

 

Desde a última segunda-feira, dia 16, mais de 1,2 mil índios de 89 etnias diferentes permanecem na capital federal. O grupo, que passou a semana acampado no gramado da Esplanada dos Ministérios, deve ir embora hoje.

 

Para o novo presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Márcio Meira, a homologação das terras é uma conquista dos índios, que por muitos anos foram excluídos dos seus direitos. “Na verdade, este é um momento em que o governo dá mais um passo no reconhecimento desses direitos,  nesse sentido, acho que é uma grande conquista no Dia do Índio”.

 

Na mesma cerimônia, o ministro Tarso Genro criou a Comissão Nacional de Política Indigenista (CNPI). A nova comissão será composta por 20 integrantes indicados pelas próprias lideranças indígenas e mais quatro representantes da sociedade civil. O ministro disse que o governo continuará trabalhando para demarcar outros territórios indígenas no país.

 

Estiveram presentes no evento diversas lideranças e representantes indígenas do país. Da cerimônia, as autoridades e os representantes indígenas seguiram para o Senado Federal, para debater, em audiência, questões ligadas a direitos indígenas.

 

 

 

Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

ABUSO SEXUAL
Adolescente foge de casa após ser estuprada várias vezes por padrasto
NOVELA GLOBAL
Josiane apanha e perde um dente na cadeia em 'A dona do pedaço'
FENOMENO DA NATUREZA
Chuva de meteoros cruza o céu na madrugada desta terça-feira (22)
FAMOSOS
Vítima de gordofobia, Cleo expõe parte mínima do corpo em clique sexy
ENEM 2019
Veja 13 temas de redação que podem cair no Enem 2019
TRAGÉDIA NA 2ª FEIRA
Acidente entre três veículos deixa um morto e dois em estado grave
ESTUPRO
Moça de 19 anos foi estuprada e agredida com chicote por homem de 52 anos
BRIGA DE CASAL
Homem arrasta e passa com o carro por cima da ex-mulher. VEJA O VÍDEO
TRAGEDIA NO RIO
Tragédia com dois mortos no Piquiri Rio chocou a região.
CENTENÁRIO
'Escolinha' exibe homenagem aos 100 anos de Orlando 'Seu Peru' Drummond