Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 18 de julho de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Caçadores presos atuavam como mercenários para os fazendeiros em MS

24 Jul 2010 - 08h24Por Campo Grande News

Além de promover “safáris” no Pantanal, os caçadores presos na Operação Jaguar também atuavam como mercenários, informou a Polícia Federal ao site Diarionline, de Corumbá.

Eles eram contratados por fazendeiros da região para matar as onças, que costumavam atacar os rebanhos bovinos.

“Fazendeiros, principalmente aqui do estado, contrataram algumas destas pessoas para matar. Isso foi comprovado durante as investigações”, afirmou o delegado Alexandre do Nascimento.

A ação da Polícia Federal, deflagrada em três estados (PR, MT e MS), resultou na prisão de 11 pessoas, incluindo quatro argentinos e um paraguaio.

Outras três pessoas estão foragidas, entre elas o taxidermista que empalhava os animais.

Ainda de acordo com o Diarionline, toda a operação foi coordenada de Corumbá, onde começaram as investigações.

O grupo foi monitorado pelos agentes da PF por quase um ano.

Somente o chefe da quadrilha, Eliseu Augusto Sicoli, é acusado de ter matado 28 onças em 2009. Todo o grupo pode ter matado mais de 100 animais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SE DEU MAL
Ladrão tenta assaltar caminhoneiro arma de brinquedo e morre ao levar três tiros de verdade
COPA DO BRASIL
Athletico-PR elimina Flamengo nos pênaltis e garante vaga na semi da Copa do Brasil
COPA DO BRASIL
Com polêmica e expulsão, Internacional avança para a semifinal ao eliminar o Palmeiras
DESCARGA ELÉTRICA
Técnico de Rerigeração morre após sofrer choque ao manusear microondas
DOENÇA DO SÉCULO
Rapaz que se jogou da ponte do Rio Piquiri se despediu de amiga antes
COMOÇÃO
Jovem de 19 anos morre após contrair bactéria em parto
NOVELA GLOBAL
Josiane mata de novo em 'A dona do pedaço': saiba quem é a próxima vítima!
NOVELA GLOBAL
'A dona do pedaço': Maria da Paz conhece Gilda, que lhe vende mansão cara
ECLIPSE LUNAR
Eclipse parcial da Lua poderá ser visto em todo o Brasil; veja os horários
BARBÁRIE
Moça de 22 anos é agredida até a morte após se negar a fazer sexo