MEGA_OKA_CARROS_
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 20 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
7 de Outubro de 2004 16h34

Bush e Kerry se enfrentam em segundo debate na televisão

O segundo debate entre os candidatos à Casa Branca, o presidente republicano George W. Bush e o democrata John Kerry deve se concentrar na situação econômica do país, que não é o ponto forte do atual governo.

No encontro, deve-se voltar a falar sobre as dificuldades no Iraque. O duelo que ocorrerá em Saint Louis (Missouri, centro) terá 90 minutos de duração, como o primeiro.

De acordo com a mídia americana, Kerry, senador democrata por Massachusetts (nordeste), saiu como vencedor do primeiro debate pela televisão no dia 1º de outubro em Miami (sudeste), que se concentrou apenas nas operações no Iraque e na guerra contra o terrorismo. Seu bom desempenho permitiu subir nas pesquisas e praticamente empatar com Bush, que disputa um segundo mandato de quatro anos.

Atacado duramente pela guerra que realizou no Iraque, o atual presidente não reagiu bem, fazendo gestos e expressões contrariadas, que tiveram efeito negativo. Bush reconheceu nesta quarta-feira seu mau desempenho no debate, que atribuiu à irritação com as contradições do adversário. "Quando se entende tudo isso, pode-se entender o porquê de realizar determinados gestos", disse também.

Economia

O dirigente estará outra vez em uma posição difícil nesta quinta-feira, com os ataques voltados para a economia, setor em que os eleitores confiariam mais na administração do candidato democrata, segundo as pesquisas.

"Quando assumi a Presidência em 2001, a bolha especulativa dos anos 90 havia explodido, nossa economia caminhava para a recessão. Devido aos atentados de 11 de Setembro, quase 1 milhão de empregos foram perdidos em três meses", disse Bush antecipadamente.

Bush garantiu que as reduções de impostos permitiram impulsionar a economia americana e criar 1,7 milhão de empregos em 12 meses, reduzindo a taxa de desemprego de 5,4 para 6,4% em junho de 2003.

Entretanto, Kerry revida dizendo que seu adversário é o primeiro presidente desde a década de 30 a chegar ao final de mandato com balanço negativo em termos de criação de empregos, com um déficit de quase um milhão. Em função disso, os republicanos esperam com ansiedade os números do desemprego para setembro, que serão publicados na manhã de sexta-feira.

Iraque

Quanto ao tema Iraque, no primeiro debate os candidatos tiveram que responder a perguntas de um moderador. Nesta quinta-feira, serão os eleitores a fazer as perguntas, enviadas por escrito ao programa. A campanha militar no Iraque, um assunto sobre o qual Bush tem cada vez mais dificuldade de falar, deve estar entre elas com certeza.

Depois do debate de Miami, o ex-administrador do governo americano no Iraque Paul Bremer afirmou que o número de soldados enviados a este país foi, desde o início da guerra em março de 2003, insuficiente.

Charles Duelfer, chefe dos inspetores americanos no Iraque, anunciou nesta quarta-feira, em relatório, que não existiam armas de destruição em massa antes da invasão americana, principal justificativa de Washington, para dar início à guerra. Isto favorece a posição de Kerry, para quem esta foi "uma guerra equivocada, com condução equivocada e por motivos equivocadas".

 

Folha Online


Comentários
Veja Também
HERBALIFE_300
LÉO_GÁS_300
FÁBRICA_CALÇADOS
Últimas Notícias
  
Nossa_Lojas
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.