Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 22 de julho de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Buraco de ozônio diminuiu 20% em relação a 2003

5 Out 2004 - 14h20
O buraco existente na camada de ozônio da atmosfera diminuiu 20% em relação ao que media em 2003, indica um cálculo divulgado hoje pelo Instituto Nacional de Pesquisas Atmosféricas da Nova Zelândia.

Os peritos do instituto delimitaram neste ano o buraco na camada de ozônio em pouco mais de 23 milhões de quilômetros quadrados, seis milhões a menos do que em 2003.

Os cientistas começaram a notar há quase duas décadas que se formava um buraco na camada de ozônio sobre a Antártida durante a primavera austral (de setembro a dezembro).

Comprovou-se então que a densidade dessa faixa de gás azulado, vital para filtrar os raios ultravioletas, diminuía por causa dos gases provenientes dos derivados do petróleo emitidos pelas indústrias e os sistemas de transporte do mundo.

O problema afeta principalmente os habitantes, a fauna e a flora das zonas adjacentes à Antártida, ou seja, a América do Sul, Nova Zelândia e Austrália.
 
 
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOENÇA DO SÉCULO
Jovem que se jogou da ponte foi encontrado por pescador
MUITO TRISTE
Adolescente perde luta para o câncer e comove toda cidade
TRAGÉDIA
Neto de empresário de transportes morre atropelado por funcionário
CRUELDADE
Criança que estava desaparecida é encontrada morta. Padrasto confessou o crime
BARBÁRIE
Apos perder filha com câncer professora envolve com drogas e é assassinada
DESEMPREGO
Toyota anuncia fim do terceiro turno e demissões em Sorocaba e Porto Feliz
ABUSO SEXUAL
Famílias de jovens abusados sexualmente em estação fazem acordo com Supervia
NOVELA GLOBAL
Em 'A dona do pedaço', Lyris ameaça Agno e faz escândalo dizendo que ele é gay
FAMOSIDADES
Mulher de Eduardo Bolsonaro desativa conta no instagram em meio a polêmica com o marido
CONCURSOS
Ao menos 12 órgãos abrem inscrições para preencher quase 800 vagas