Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 16 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

BRDE terá fundo de aval para micros e pequenas empresas

16 Jul 2004 - 17h50
O Banco de Desenvolvimento Regional (BRDE), que atua no âmbito do Codesul, terá fundo de aval para assegurar agilidade no financiamento dos pequenos negócios. A decisão foi tomada nesta sexta-feira em Foz do Iguaçu (PR), durante reunião dos governadores dos estados que integram o conselho.

O governador Zeca do PT destacou a importância do Fundo de Aval, notando que é mais um estímulo à pequena e microempresa, a exemplo do que já existe no Banco do Povo em Mato Groso do Sul. O Estado ainda não formalizou sua entrada no BRDE, mas pretende fazê-lo assim que forem criadas as condições. Mato Grosso do Sul não faz parte do banco porque não integralizou capital à epoca de sua constituição.

"Acho importante Mato Groso do Sul participar, mas este momento ainda vai chegar", disse Zeca em entrevista à imprensa. O governador de Santa Catarina, Luiz Henrique, é o principal motivador do ingresso de Mato Grosso do Sul no BRDE. "Estamos juntos em tudo e o BRDE faz parte desse contexto de união e conjugação de esforços dos estados do Codesul."
 
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat