MEGA_OKA_CARROS_
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 19 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
9 de Dezembro de 2004 08h09

Brasileiro come mais e melhor em 2004

A venda de alimentos para o mercado interno cresceu 2,81% em 2004 em relação ao ano anterior, segundo dados apresentados ontem pela Abia (Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação). O país consumiu mais e melhor. Produtos como os derivados de carne, com proteína animal e os cereais tiveram produção maior do que itens em conserva e supercongelados, por exemplo.

Pelos dados de desempenho do setor, a produção das indústrias subiu 4,43% neste ano, sendo que o grande peso dessa alta não vem da exportação -72,5% do volume produzido corresponde a negócios no mercado
brasileiro.

Essa elevação superior a 4% ocorre após uma alta menor, de 2,08%, registrada no ano de 2003. Da mesma forma, a expansão de 2,81% nas vendas reais no mercado interno foi registrada depois de o setor ter apresentado uma alta, porém bem mais tímida, de 0,92% em 2003. Como resultado desse cenário, o faturamento da indústria de alimentos deu um salto de R$ 16,5 bilhões neste ano. O volume equivale, por exemplo, a um faturamento e meio da rede Pão de Açúcar, a maior de supermercados do país. A receita passou de R$ 137 bilhões em 2003 para R$ 153,5 bilhões neste ano.

Ao incluir nessa conta o desempenho do setor de bebidas, o montante passa de R$ 157,8 bilhões para R$ 176,2 bilhões.

Os segmentos que mais elevaram a produção durante o ano foram cereais (arroz, aveia e trigo), café e açúcar. Essa elevação foi verificada nos meses de janeiro a outubro deste ano. A proteína animal (encontrada em todos os tipos de carnes) teve uma expansão na produção no período de 14,48% sobre o ano passado.

O setor campeão em faturamento e que teve uma das maiores altas percentuais na receita neste ano foi o de derivados de carne. O volume total superou R$ 31 bilhões, quase R$ 5 bilhões acima do apurado em 2003. As exportações tiveram um peso considerável nesse resultado.

Mas houve incremento também por conta da venda ao mercado doméstico.
A Sadia, por exemplo, vendeu de janeiro a setembro R$ 2,6 bilhões em itens no país. Em igual intervalo de 2003, foram R$ 2,2 bilhões. A comercialização de aves cresceu 7% no terceiro trimestre.

"No ambiente doméstico houve um incremento no volume de vendas de industrializados, e observam-se reflexos tênues, mas consistentes, do reaquecimento econômico, em especial em grandes centros", informa o último relatório de vendas da Sadia.

Mesmo com os preços em queda na venda de vários itens ao exterior, o aumento no volume vendido --principalmente de carnes-- garantiu o faturamento do setor lá fora. Em dólares, houve uma expansão de 16,7% na receita com itens embarcados ao exterior. Na quantidade vendida, o volume atingiu 40,9 milhões de toneladas (36,9 milhões em 2003).

"Estimamos uma alta de 4,5% a 5% na produção do setor em 2005. Nas vendas, há perspectiva de elevação de até 4%", diz Edmundo Klotz, presidente da Abia.
 
 
Folha Online
Comentários
Veja Também
HERBALIFE_300
FORTALEZA
LIMIT ACADEMIA_BOTTON
Últimas Notícias
  
LIMIT ACADEMIA_BOTTON
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.