SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 22 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
13 de Julho de 2004 09h41

Brasileirão terá 12 jogos na rodada desta terça-feira

O Campeonato Brasileiro terá 12 partidas na noite desta terça-feira, pela 15ª rodada. Os jogos têm início às 19h30 (horário de Mato Grosso do Sul), exceto os confrontos entre Botafogo X Palmeiras, Santos X Flamengo e São Caetano X São Paulo que começarão às 20h45 (de Mato Grosso do Sul).

Destaque da rodada para a partida entre Santos e Flamengo, na Vila Belmiro. O duelo será marcado pelas situações distintas dos clubes: os paulistas ocupam o terceiro lugar da tabela com 25 pontos e estão invictos há sete jogos (venceram as últimas seis partidas, sendo que a última delas diante do São Paulo no último sábado por 2 a 1 de virada). O Peixe ainda pode assumir a liderança em caso de novo triunfo e tropeço de Palmeiras e Figueirense.

Do outro lado, o desesperado rubro-negro carioca, que há sete rodadas luta para deixar a zona do rebaixamento e ocupa a 22ª posição com 12 pontos. O técnico Abel Braga terá mais uma vez tem problemas na escalação. Embora conte com o retorno de Fabiano Eller e Ibson, que estavam suspensos, agora é Douglas Silva quem desfalca o time por ter sido expulso contra o Vasco. No ataque, Whelliton ganhou a vaga de Marcelo e, na lateral, Roger corre risco de ser barrado pelo zagueiro André Bahia. Outra dúvida do treinador envolve os meias Jônatas e Júlio Morais. Já o atacante Jean sente dores musculares e fará um teste antes do jogo. Abel conta com o jogador para não precisar mexer ainda mais na equipe. - Espero poder confirmá-lo ao lado do Whelliton no ataque - declarou.

Já Vanderlei Luxemburgo terá uma única alteração em relação ao time que venceu o São Paulo na última rodada.  O zagueiro recém-contratado Cristiano Ávalos vai substituir Domingos, que foi convocado pela seleção brasileira sub-20.

O confronto entre Palmeiras e Botafogo hoje, no Caio Martins, também será marcado pelas posições opostas que os times ocupam na tabela. Os alviverdes estão invictos há oito rodadas e vêm de um empate sem gols com o Atlético-PR em Curitiba no último sábado. Já o alvinegro, que vencera duas partidas seguidas, foi derrotado pelo Vitória por 1 a 0 no Barradão, e segue em penúltimo lugar, com apenas 12 pontos.

No ano passado, os dois clubes atuaram na Série B da competição e conseguiram voltar à elite com boas atuações. Para a partida no Rio, o zagueiro palmeirense Leonardo terá um novo companheiro. Nen, suspenso, deverá ser substituído por Gabriel. Seria a primeira vez que os dois jogariam juntos. Outro desfalque será o volante Correa, também suspenso. Alceu é o favorito para jogar.

No Botafogo, o atacante Luizão, que desfalcou o time na derrota para o Vitória por causa de uma lesão no joelho direito, está se recuperando bem, e poderá estar em campo, contrariando as expectativas do departamento médico alvinegro. Se o atacante botafoguense for vetado, Schwenck será mantido no ataque, ao lado do argentino Estévez. O técnico Mauro Galvão chamou o primeiro para uma conversa, a fim de não deixá-lo se abater por causa do pênalti perdido contra o Vitória. Galvão sabe que se ele for escalado contra o Palmeiras, a pressão da torcida será grande. Quanto a Valdo, que deixou o campo contra o Vitória com uma pancada na coxa esquerda, nada de grave. Ele já foi liberado pelo departamento médico e está confirmado.

Em busca da recuperação no Brasileirão, São Caetano e São Paulo se enfrentam nesta terça-feira, às 20h30m, no estádio Anacleto Campanella. Dos dois, quem está em situação mais complicada é o Azulão, que não vence há quatro partidas e despencou na tabela: o ex-líder agora ocupa a 13ª posição, com 19 pontos.

Já o Tricolor, apesar da derrota por 2 a 1 para o Santos, no último sábado, segue perto dos primeiros colocados. Está em quarto lugar, com 24 pontos, e pode até assumir a liderança se os rivais mais próximos tropeçarem. Palmeiras e Figueirense lideram, com 26 pontos, e o Santos vem a seguir, com 25 pontos. Mais uma vez, a grande preocupação do técnico Cuca é com os desfalques. Os zagueiros Rodrigo e Edcarlos, contundidos, e Fabão, suspenso, desfalcam o Tricolor. Com isso, o jovem Flávio ganha uma chance ao lado de Lugano. No ataque tricolor, Luís Fabiano segue com a seleção, enquanto Diego Tardelli cumpre o último jogo de suspensão. Jean está livre da liminar que o impedia de jogar e disputa posição com o volante Alê. Outra boa nova fica por conta de Cicinho, de volta à lateral-direita após cumprir suspensão.

O São Caetano também tem alguns desfalques, mas de jogadores negociados. A principal ausência é o meia Gilberto, que foi para o futebol alemão. Enquanto espera a contratação de reforços, o técnico Muricy Ramalho tenta acertar o time com o que tem em mãos. Se não der a volta por cima nesta terça, dificilmente permanecerá no cargo. Disposto a se livrar da demissão, o treinador pode retomar o esquema 3-5-2, com o retorno de Gustavo à zaga ao lado de Dininho e Serginho. Lúcio Flávio perderia a posição. Mudança certa é o retorno do meia Mateus, que não participou da derrota para o Fluminense porque estava suspenso com três cartões amarelos.

Atrás da terceira vitória consecutiva, o Corinthians entrará em campo para enfrentar o Criciúma, no Pacaembu. Depois de vencer o Coritiba, de virada e fora de casa, e o Paraná, os jogadores acreditam que um novo resultado positivo afasta de vez a crise do Parque São Jorge. Para os corintianos, que já somam 16 pontos e ocupam a 17ª posição na tabela, as vitórias deram mais confiança à equipe que acredita ser possível novo resultado positivo.

Para a partida, o técnico Tite tem dois desfalques. Betão e Rosinei levaram o terceiro cartão amarelo e cumprem suspensão automática. Na zaga, o treinador deve manter Wendel, que entrou no lugar de Váldson na última partida. No meio, Samir, que figurou na lista de dispensas de Oswaldo de Oliveira, ganha uma chance. Outra mudança é a entrada de Jô no lugar de Marcelo Ramos. Há mais de dois meses sem marcar, o atacante vem sendo criticado e vai para o banco de reservas.

Do outro lado, estará um time que busca a recuperação. Depois da derrota no clássico estadual, o Criciúma quer voltar a respirar na competição nacional. Com 19 pontos e ocupando a 14ª posição, o técnico Vagner Benazzi também tem problemas para escalar sua equipe. Sem poder contar com o volante Genalvo e o zagueiro Ronaldo, suspensos, o treinador deve optar por Gilmar Lima e Athos como substitutos. Com isso, Paulo César seria recuado para o setor de marcação.

O Figueirense recebe o Paraná, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis. O confronto coloca frente a frente duas equipes com campanhas também bastante distintas no Campeonato Brasileiro: de um lado o alvinegro catarinense, um dos líderes da competição, com 26 pontos e, do outro, o tricolor paranaense, 16º colocado, com dez pontos a menos.

Se depender de retrospecto, o Paraná terá muitas dificuldades, na noite desta terça. O time paranaense nunca venceu seu adversário, nas cinco vezes que o enfrentou em Florianópolis. Além disso, o Figueirense está invicto há nove jogos no campeonato e ainda não perdeu em casa. Pesa ainda contra o tricolor o fato de não ter vencido nenhum jogo fora de Curitiba. O técnico Dorival Júnior, do Figueirense, dirigiu um último trabalho técnico, na tarde desta segunda-feira, mas ainda deixou dúvidas em relação à escalação. O certo é que o time deverá contar com Sérgio Manoel, que se recuperou de um entorse, e também com o lateral-esquerdo Filipe, curado de uma amigdalite. Izaias, que cumpriu suspensão deve voltar ao ataque e o zagueiro Cléber, à defesa.

O Paraná não vai ter o goleiro Flávio, que sofreu entorse no tornozelo esquerdo. Darci será o substituto. Outra alteração é por opção do técnico Gilson Kleina: o meia Marcel dá vez ao atacante Wellington Paulista. O técnico também mexeu no meio-de-campo, que terá três volantes, Axel, Beto e Goiano.

Grêmio e Cruzeiro buscarão reabilitação no Brasileirão, hoje à noite, no estádio Olímpico, em Porto Alegre. Depois de perderem os clássicos regionais para Inter e Atlético-MG, ambos por 2 a 0, as duas equipes jogam para voltar a subir na competição.

O caso dos gaúchos é mais grave, pois um novo mau resultado em casa poderá colocar o Grêmio na incômoda zona de rebaixamento. O técnico José Luiz Plein também estará sob pressão. Com apenas uma vitória em seis jogos no clube, o treinador corre risco de demissão. O drama gremista cresce ainda mais porque o time estará sem cinco titulares. Tavarelli, Claudiomiro, Léo Inácio e Christian, todos suspensos, estão fora, assim como Fábio Bilica, lesionado.

Já o time de Emerson Leão caiu para a nona colocação no campeonato. Uma vitória poderá devolver o Cruzeiro ao bloco dos líderes. Após o clássico mineiro, o treinador reclamou da equipe. Em especial das muitas chances de gol desperdiçadas. O único desfalque da Raposa para jogar em Porto Alegre será o atacante Lima, lesionado. Em seu lugar deverá entrar o chileno Tápia. No ano passado, os mineiros venceram no Olímpico, por 1 a 0, gol de Alex.

O Vasco enfrenta o Coritiba nesta terça-feira, em São Januário, tentando dar prosseguimento ao seu bom momento na competição. Ocupando o 12º lugar, com 20 pontos, o Vasco está há sete jogos invicto na competição. O Coritiba é o 19º, com 15 pontos. A última derrota vascaína aconteceu no dia 23/05, 3 a 2 para o São Caetano no Estádio Anacleto Campanella. A partir daí, foram quatro vitórias e três empates, resultados que tiraram o Vasco da zona do rebaixamento e o deixaram perto do bloco dos líderes.

O problema para Geninho é que o principal responsável por essa reação, o sérvio Petkovic, está machucado e é dúvida para a partida. O meia sentiu dores na coxa esquerda no clássico de sábado, contra o Flamengo, e vem fazendo fisioterapia intensiva desde entã

Comentários
Veja Também
Nossa_Lojas
BANNER_LATERAL_ASSOMASUL
LIMIT ACADEMIA_BOTTON
Últimas Notícias
  
MBO_SEGURANÇA_300
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.