Menu
LIMIT ACADEMIA
quinta, 27 de junho de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Brasil tem 67 mil infectados por dengue, MS lidera ranking

10 Mar 2007 - 10h55
 verão ainda não terminou e o Brasil já registra um número alarmante de casos de dengue. Só neste ano são 67 mil pessoas infectadas, muitas com a pior forma da doença, a hemorrágica. Mato Grosso do Sul lidera no número de casos.

Quatro cidades do Noroeste de São Paulo concentram 40% dos casos de dengue no estado. Em Birigui, a produção de calçados foi prejudicada porque mil funcionários das indústrias ficaram doentes. Em Mato Grosso do Sul, há epidemia de dengue em Campo Grande, com mil notificações por dia. Oito pessoas morreram. No Maranhão foram quatro mortes.

A esteticista Cristina Marques Rumiatto, 45 anos, foi a oitava vítima neste ano da epidemia de dengue em Mato Grosso do Sul a morrer em decorrência da doença. Ela morreu, na madrugada desta sexta-feira (9), no Hospital Santa Rita, em Dourados.

Há 18 dias, foi internada com sintomas de forte gripe, sofreu parada cardíaca motivada pelo choque da febre alta causada pela dengue hemorrágica. Segundo informações do hospital a morte foi causada por hemorragia generalizada.

O superintendente de Vigilância Sanitária do estado, Eugênio Barros, informou que mais de 46 mil pessoas tiveram os sintomas da doença em Mato Grosso do Sul neste ano. Em Campo Grande, as notificações somam oficialmente 32 mil casos, sem nenhum óbito. Dourados já registra 1.921 casos e agora uma morte.

No Pará, são mais de 7.000 casos neste ano, quase o número registrado em todo o ano passado. Os agentes de saúde nem sempre conseguem entrar nas casas e aplicar o veneno que mata as larvas do mosquito. E o clima também não ajuda, já que é o período de chuvas na Amazônia.

As autoridades de saúde estão preocupadas principalmente com a dengue hemorrágica, a forma mais grave da doença. Oito casos já foram confirmados no Pará, sendo quatro em Belém, onde duas pessoas morreram.

O ministro da Saúde, Agenor Álvares, recebe na próxima segunda-feira, em Brasília a força-tarefa de prefeitos que buscam mais recursos para conter a epidemia de dengue em Mato Grosso do Sul. A reunião está prevista para começar às 14h30 (horário do Estado) e contará com a presença também da secretária estadual de Saúde, Beatriz Dobashi.

A força-tarefa é composta pelos prefeitos Felipe Orro (Aquidauana), Nelson Trad Filho (Campo Grande), Moacir Kohl (Coxim), Laerte Tetila (Dourados), Eraldo Leite (Jateí), Evandro Bazzo (Jardim), Luiz Brandão (Laguna Carapã) e Simone Tebet (Três Lagoas).

Na reunião os prefeitos vão pedir ao ministro um repasse financeiro adicional ao teto financeiro da vigilância em saúde, para amenizar os gastos que estão tendo com a epidemia e também para realizar ações preventivas contra um novo surto da doença.

A maior preocupação dos prefeitos, segundo Eraldo, é que a epidemia avance para os municípios que não tenham estrutura para enfrentar a doença, já que até nos municípios maiores, como Campo Grande, por exemplo, os hospitais estão sobrecarregados.

 

 

TV Morena

Deixe seu Comentário

Leia Também

ALERTA EPIDEMIOLÓGICO
Acadêmico de Medicina morre com suspeita de dengue hemorrágica
INSTINTO ASSASSINO
Jovem leva 23 perfurações pelo corpo dois dias após se separar e fica em coma induzido
CRUELDADE
Adolescentes torturam e matam garota por causa de ciúmes, divulgam vídeo e são apreendidas
HABEAS CORPUS
Segunda Turma do STF mantém Lula preso
TRAGEDIA NA RODOVIA
Uma pessoa morre e cinco feridos após carro da Secretaria de Saúde bater em caminhão
ESCRAVIDÃO
Mulher era mantida em cárcere privado por 20 anos
MONSTRUOSIDADE
Bebê de 9 meses é estuprado e espancado até a morte
QUADRO ESTÁVEL
Após acidente e cirurgia às pressas, Filho de Huck e Angélica deixa UTI
CIGARREIRO
Homem morre após capotar carro carregado com cigarros
ASSÉDIO SEXUAL
Dany Bananinha sofre assédio em praia do Rio e impede nova vitima: 'Me tremi toda'