Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 23 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Brasil perde e fica com a prata no basquete feminino

24 Jul 2007 - 16h43

A provável decisão entre Brasil e Estados Unidos no basquete feminino era tida como um dos principais eventos dos Jogos Pan-Americanos e não deu outra. Em uma partida bastante equilibrada nesta terça-feira, ambos os países fizeram valer, ponto a ponto, a tão sonhada medalha de ouro. Mesmo com as constantes mudanças no placar, a seleção verde-amarela mostrou bastante garra e vontade, mas deixou a Arena Olímpica com derrota: 79 a 66 (34 a 33 no primeiro tempo).

Com a medalha de prata no peito, o Brasil se recupera de uma longa espera. Desde Havana-91, a equipe feminina não conquista o título dos Jogos Pan-americanos. Vale lembrar, no entanto, que as norte-americanas colocaram o Rio-2007 em segundo plano e utilizaram as principais jogadoras da liga universitária.

Além da decepção coletiva, Janeth e o técnico Barbosa se despedem da seleção depois de grandes momentos de dedicação. A armadora, que negou assinar um contrato com a WNBA para defender o Brasil, atuou durante 20 anos e participou de grandes conquistas, inclusive a prata olímpica e o título mundial.

Agora, a equipe nacional se prepara para outra disputa importante. Em setembro, as meninas lutam por uma vaga em Pequim-2008 no Pré-olímpico das Américas, que será realizado no Chile.

Nem mesmo a ansiedade ou a pressão por atuar dentro de casa fizeram com que as brasileiras entrassem nervosas dentro da quadra. Ao contrário das outras partidas da competição, Janeth chamou para si a responsabilidade e anotou os quatro primeiros pontos. Micaela, desta vez como titular, imprimiu um rápido ritmo e participou de maneira decisiva no início do primeiro quarto.

Adrianinha também melhorou o seu desempenho e foi responsável por grandes jogadas na defesa. A armadora, como é característica dos jogadores do Brasil, cavou duas faltas de ataque e chegou a irritar as norte-americanas, que reclamaram com a arbitragem. No ataque, ela marcou a sua primeira cesta de três pontos e levantou a torcida na Arena. Depois da primeira pausa, a equipe liderava por 19 a 18.

No segundo quarto, o Brasil melhorou o posicionamento no setor defensivo e abriu espaço para as jogadas de contra-ataque, principal arma na vitória diante de Cuba nas semifinais. Com isso, brilhou a velocidade de Micaela, responsável por 12 pontos no primeiro tempo.

Apesar do bom ritmo de jogo, o aproveitamento nos arremessos de quadra de ambas as equipes caiu muito no final do primeiro tempo. Por isso, a vantagem brasileira diminuiu e as norte-americanas foram para os vestiários perdendo somente por um ponto: 34 a 33.

Mesmo com as titulares no banco de reservas, o terceiro quarto foi o melhor do Brasil. Micaela, novamente liderando as jogadas ofensivas, era a principal cestinha do jogo. Apesar de ficar os dois minutos inicias sem fazer pontos, a equipe nacional se recuperou e foi para o quarto decisivo com quarto de vantagem.

O Brasil pecou nos momentos decisivos, a exemplo de outros esportes coletivos nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro. Com bolas desperdiçadas no ataque e falhas na marcação, a seleção nacional permitiu que os Estados Unidos abrissem a maior vantagem do jogo, com arremessos de fora.

A equipe até tentou nos minutos finais, com bolas de três desesperadas. No entanto, o nervosismo brasileiro permitiu que as norte-americanas dominassem o perímetro e sacramentassem a vitória de maneira incontestável. Placar final 79 a 66.

 

 

TV Morena

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO - TV
Ator Caio Junqueira morre no Rio uma semana após acidente
ANJO DA GUARDA
Amigo dá lar a mulher que viveu 40 anos internada no HC
MAMATA
General corta contratinho de R$ 30 milhões para manter jornalistas no exterior
PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física