Menu
RIO_DOURADOS
SADER_FULL
Busca
SUCURI_MEGA
Brasil

Brasil joga para manter a ponta nas eliminatórias

17 Nov 2004 - 11h12
Vinte pontos conquistados em dez jogos e o Equador pela frente na altitude da cidade de Quito, a cerca de 2.800 m acima do nível do mar --o jogo será realizado nesta quarta, às 19h (de Brasília), com acompanhamento ao vivo da Folha Online.

A situação atual da seleção brasileira nas eliminatórias para a Copa da Alemanha-2006 é igual à vivida pelo time no classificatório para o Mundial-2002.

Naquela ocasião, o time nacional, que passava por momento conturbado, acabou sendo derrotado pelos equatorianos por 1 a 0 na 11ª rodada, em março de 2001, resultado que contribuiu para piorar ainda mais o clima na equipe --nos quatro jogos seguintes, o Brasil perderia mais dois e empataria um, complicando sua classificação.

Apesar de as circunstâncias serem totalmente diferentes no atual momento, já que a seleção brasileira lidera o torneio, as condições apontam fatores que podem complicar a trajetória da equipe.

Uma derrota brasileira, aliada a uma vitória da Argentina, que tem 19 pontos, diante da venezuela, em Buenos Aires, faria com que os argentinos terminassem o ano na ponta da tabela.

"É importante ganhar, pois a Argentina está um ponto atrás e deverá vencer a Venezuela. Apesar de os venezuelanos terem melhorado bastante, a Argentina é favorita", disse o técnico Carlos Alberto Parreira, em entrevista ao Sportv.

"Para mantermos a primeira posição, temos que ganhar. Só nos interessam os três pontos", acrescentou.

Para vencer os equatorianos e manter a liderança, o Brasil terá que superar, além do rival, o cansaço dos atletas que vieram da Europa, os desfalques da equipe e a falta de treinos. Isso sem contar a altitude --o Equador venceu quatro jogos e empatou um até o momento jogando em Quito.

O grupo brasileiro chegou apenas na noite de segunda a Guayaquil, onde ficará concentrado até esta quarta --só parte para a capital equatoriana algumas horas antes do jogo para evitar os efeitos da altitude--, e fez um único treino.

"Não temos tempo para trabalhar o conjunto e nem mesmo para descansar. A verdade é que a gente perde com isso", disse o coordenador técnico da seleção, Zagallo, em entrevista à Jovem Pan.

Sem poder contar com Edmílson (Barcelona-ESP), Edu e Gilberto Silva (ambos do Arsenal-ING), Zé Roberto (Bayern de Munique-ALE) e Luis Fabiano (Porto-POR), todos por contusão, Parreira irá mexer principalmente no meio-campo do time.

O setor será formado por Renato, Juninho Pernambucano, Kleberson e Kaká, mas o técnico já adiantou que fará mudanças durante a partida.

EQUADOR
Villafuerte; De la Cruz, Hurtado, Espinoza e Ambrossi; Ayoví, Tenorio, Méndez e Urrutia; Kaviedes e Delgado
Técnico: Luis Fernando Suárez

BRASIL
Dida; Cafu, Juan, Roque Júnior e Roberto Carlos; Renato, Juninho Pernambucano, Kleberson e Kaká; Ronaldinho Gaúcho e Ronaldo
Técnico: Carlos Alberto Parreira

Local: estádio Olímpico Atahualpa, em Quito (EQU)
Horário: 19h
Juiz: Oscar Ruiz (COL)
 
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

Post Polêmico
Caio Blat cria polêmica na Web com post e é chamado de machista por Maria Casadeval
Famosidades
Tratando de um câncer, Mr. Catra perde 35 kg
Novela Global
Fabiana é presa no fim de 'O outro lado do paraíso'
O Apocalipse
Anticristo leva ‘Apocalipse’ à vice-liderança na audiência
Maniaco Sexual
Homem é preso por abusar sexualmente de menina que queria adotar
Lava Jato
Ministros do STF admitem possibilidade de soltura e candidatura de Lula
Brincadeira Fatal
Tragédia: bebê morre esmagado durante brincadeira com carro da família
Execução
Homem tenta correr, mas é executado no meio da rua
Acerto de Contas
Homens falam que são policiais e matam jovem com 45 tiros
Famosidades
Lívia Andrade abre o jogo e diz que gostaria de ser a Hebe Camargo