Menu
LIMIT ACADEMIA
sexta, 17 de agosto de 2018
SADER_FULL
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Brasil joga para manter a ponta nas eliminatórias

17 Nov 2004 - 11h12
Vinte pontos conquistados em dez jogos e o Equador pela frente na altitude da cidade de Quito, a cerca de 2.800 m acima do nível do mar --o jogo será realizado nesta quarta, às 19h (de Brasília), com acompanhamento ao vivo da Folha Online.

A situação atual da seleção brasileira nas eliminatórias para a Copa da Alemanha-2006 é igual à vivida pelo time no classificatório para o Mundial-2002.

Naquela ocasião, o time nacional, que passava por momento conturbado, acabou sendo derrotado pelos equatorianos por 1 a 0 na 11ª rodada, em março de 2001, resultado que contribuiu para piorar ainda mais o clima na equipe --nos quatro jogos seguintes, o Brasil perderia mais dois e empataria um, complicando sua classificação.

Apesar de as circunstâncias serem totalmente diferentes no atual momento, já que a seleção brasileira lidera o torneio, as condições apontam fatores que podem complicar a trajetória da equipe.

Uma derrota brasileira, aliada a uma vitória da Argentina, que tem 19 pontos, diante da venezuela, em Buenos Aires, faria com que os argentinos terminassem o ano na ponta da tabela.

"É importante ganhar, pois a Argentina está um ponto atrás e deverá vencer a Venezuela. Apesar de os venezuelanos terem melhorado bastante, a Argentina é favorita", disse o técnico Carlos Alberto Parreira, em entrevista ao Sportv.

"Para mantermos a primeira posição, temos que ganhar. Só nos interessam os três pontos", acrescentou.

Para vencer os equatorianos e manter a liderança, o Brasil terá que superar, além do rival, o cansaço dos atletas que vieram da Europa, os desfalques da equipe e a falta de treinos. Isso sem contar a altitude --o Equador venceu quatro jogos e empatou um até o momento jogando em Quito.

O grupo brasileiro chegou apenas na noite de segunda a Guayaquil, onde ficará concentrado até esta quarta --só parte para a capital equatoriana algumas horas antes do jogo para evitar os efeitos da altitude--, e fez um único treino.

"Não temos tempo para trabalhar o conjunto e nem mesmo para descansar. A verdade é que a gente perde com isso", disse o coordenador técnico da seleção, Zagallo, em entrevista à Jovem Pan.

Sem poder contar com Edmílson (Barcelona-ESP), Edu e Gilberto Silva (ambos do Arsenal-ING), Zé Roberto (Bayern de Munique-ALE) e Luis Fabiano (Porto-POR), todos por contusão, Parreira irá mexer principalmente no meio-campo do time.

O setor será formado por Renato, Juninho Pernambucano, Kleberson e Kaká, mas o técnico já adiantou que fará mudanças durante a partida.

EQUADOR
Villafuerte; De la Cruz, Hurtado, Espinoza e Ambrossi; Ayoví, Tenorio, Méndez e Urrutia; Kaviedes e Delgado
Técnico: Luis Fernando Suárez

BRASIL
Dida; Cafu, Juan, Roque Júnior e Roberto Carlos; Renato, Juninho Pernambucano, Kleberson e Kaká; Ronaldinho Gaúcho e Ronaldo
Técnico: Carlos Alberto Parreira

Local: estádio Olímpico Atahualpa, em Quito (EQU)
Horário: 19h
Juiz: Oscar Ruiz (COL)
 
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVELA GLOBAL
Remy pode não ter morrido em 'Segundo sol'; veja os indícios
TECNOLOGIA
Segunda via do RG pode ser solicitada pela internet
BOA AÇÃO
Empresário curado faz doação milionária para hospital público
VIOLENCIA
Homem desce do carro e mata mulher com tiro a queima roupa
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Laureta confessa que matou Remy; Karola foi cúmplice
PRESO EM 2010
Morre o homem apontado como maior contrabandista de cigarros do País
ELEIÇÕES 2018 - REGISTRO FEITO
AGORA: PT registra candidatura de Lula e tem até 17 de setembro para trocar candidato
BRIGA DE FAMILIA
Briga de irmãos termina com faca cravada na cabeça de jovem adolescente
NOVELA GLOBAL
Em 'Segundo sol', Zefa rompe com Severo: 'Você não merece nada de bom de mim!'
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Roberval é traficante de diamante