Menu
LIMIT ACADEMIA
quinta, 20 de setembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Brasil é um dos cinco países com mais espécies em extinção

17 Nov 2004 - 17h39
Uma rede ambientalista lançou uma lista de 15.589 espécies de animais e plantas que correm risco de extinção --e o Brasil é um dos países onde o problema é mais grave, diz o estudo.

A União pela Preservação da Natureza (IUCN) afirma que o número de animais, plantas e fungos ameaçados pode ser muito maior do que este, já que menos de 3% do 1,9 milhão de espécies catalogadas puderam ser avaliadas até o momento.

A entidade também calcula que o ritmo de extinção na natureza nos últimos 100 anos corresponde a algo entre 50 e 500 vezes mais do que o registrado em épocas anteriores, de acordo com análises de fósseis.

O Brasil aparece ao lado da Austrália, do México, da China e da Indonésia como um dos países que reúnem o maior número de espécies ameaçadas.


Investimento

Estes cinco países também são apontados como lugares onde muitas espécies que só existem neles correm risco de desaparecer.

O Brasil também está em uma relação de países onde o problema é grande e há falta de recursos para investir na reversão desta tendência, ao lado da China, Índia, Equador e República dos Camarões, entre outros.

O sul do país aparece como um local onde os quatro tipos de vertebrados analisados --anfíbios, aves, mamíferos e tartarugas-- estão especialmente ameaçados, ao lado de Madagascar, partes da Índia, o leste da cordilheira do Himalaia, a China central, o sudeste da Ásia, Sumatra, Bornéu e as Filipinas.

Por outro lado, o relatório destaca que, apesar de 22% das 95 espécies de primatas brasileiros estarem na lista, a população de micos-leões-dourados está começando a se recuperar, graças a 30 anos de trabalhos neste sentido.

Anfíbios

Entre os animais vertebrados, os anfíbios são os que aparecem com maior risco --32% das espécies analisadas sofrem ameaça em algum grau.

Um quinto delas é classificada como criticamente ameaçada, categoria que significa que algumas podem muito bem já ter sido extintas.

Os mamíferos vêm em seguida, com 23%, e entre as aves esta proporção é de 12%.

A IUCN também estima que 42% das espécies da família das tartarugas corre algum perigo de extinção --a entidade não conseguiu fazer um levantamento completo para os répteis.

A destruição dos habitats naturais aparece entre os principais motivos da devastação de espécies terrstres, assim como a difusão dos lugares onde elas precisam se desenvolver.

Já entre os animais e plantas que vivem na água, o principal problema parece ser a exploração excessiva para fins comerciais.
 
 
BBC Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

REALITY SHOW
“A Fazenda 10”: Gabi Prado passa mal e Nadja vira alvo dos participantes
SURRA
Video: Homem faz proposta sexual e é agredido de cinta no meio da rua
REALITY SHOW
Em 1ª dia de 'A Fazenda', Ana Paula ganha carro e vira meme
ABANDONO
Dois dias sem comer: irmãos de 2 e 4 anos são encontrados sozinhos em casa
PESQUISA ELEITORAL
Ibope: Haddad cresce em todos os segmentos; Bolsonaro só entre os mais ricos
BARBÁRIE
Corpo de Adolescente desaparecida há 11 dias é encontrado em Lixão
NOVELA GLOBAL
Karola e Laureta viram inimigas mortais em ‘Segundo sol’, e traz sérias consequências para ambas
ALCOOLISMO
Menino de 9 anos é expulso de casa pela mãe alcoólatra por se recusar a roubar, no DF
LATROCINIO
Tentativa de assalto termina com pai morto e filho baleado
MENOR INFRATOR
Cobradora é apedrejada em assalto e adolescente é detido pela 4ª vez