Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 19 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Brasil e Itália firmam pacto de combate ao turismo sexual

10 Set 2010 - 15h24Por

O ministro do turismo, Luiz Barretto, e sua colega italiana Michela Vittoria Brambilla, firmaram um pacto de combate conjunto ao turismo sexual. "Queremos cada vez mais visitantes estrangeiros, mas o viajante à procura de turismo sexual não interessa ao Brasil", disse Barretto. Os dois ministros se reuniram ontem em Milão e combinaram ações conjuntas de comunicação e repressão a esse tipo de crime. "Isso (turismo sexual) não deveria ser chamado de turismo. Essa é a viagem da vergonha", disse Brambilla.

Uma lei recém aprovada pelo congresso italiano permite que os cidadãos daquele país, acusados de prática de crimes sexuais no exterior, sejam processados na Itália. "Essa é uma lei de difícil aplicação porque é complexa a apuração de um suposto crime fora da Itália. Mas já é um avanço", disse a ministra italiana. Em novembro de 2009, o governo italiano promoveu uma campanha publicitária de combate ao turismo sexual intitulada "E se fosse o seu filho?".

No Brasil, além das ações de repressão, a cargo das polícias estaduais e da Polícia Federal, o Ministério do Turismo realiza ações de qualificação com famílias socialmente vulneráveis, por meio do programa Turismo Sustentável e Infância (TSI)."Além da ação policial, é preciso oferecer alternativas de emprego e renda às populações mais pobres", disse o ministro brasileiro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE FATAL
Adolescente é atropelada quando levava pai em cadeira de rodas, veja o vídeo
VIOLENCIA DOMESTICA
'Não consigo reconhecê-la', diz irmão de mulher espancada no 1° encontro
O REI ROBERTO CARLOS
Roberto Carlos vestiu rosa e se mostrou contrário a projeto de Jair Bolsonaro
BRIGA NO PLANALTO
Magoado e traído, Bebianno não vai poupar filho de Bolsonaro
TRÁGICO
Mãe do piloto de Ricardo Boechat morre três dias após o filho
OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário