Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 23 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Brasil é destaque na olimpíada ibero-americana de matemática

4 Out 2010 - 13h56Por Portal Educação

Com a dobradinha de dois ouros e duas pratas o Brasil se destaca na olimpíada ibero-americana de matemática. A 25ª edição do campeonato aconteceu na cidade de Assunção, Paraguai, e reuniu 21 participantes de diversas localidades. O baiano Marcelo Tadeu de Sá Oliveira Sales, que atualmente mora na Capital paulista, levou a medalha de ouro no torneio. A paulistana Deborah Barbosa Alves também conquistou o primeiro lugar na competição.

Já o catarinense Gustavo Empinotti, que estuda em São Paulo, e o carioca Matheus Secco Torres da
Silva, tiraram a segunda colocação.

Disputada desde 1985, o objetivo da olimpíada é estimular o estudo da matemática, auxiliar no desenvolvimento científico da comunidade ibero-americana, descobrir novos talentos e estimular a troca de experiências entre os participantes.

Segundo a psicóloga e tutora do Portal Educação, Thais Elena Carvalho, a participação em olimpíadas desenvolve o senso competitivo desde a infância. “É importante que nossos jovens sejam preparados desde cedo para futuros desafios”, diz a tutora.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico