MEGA_OKA_CARROS_
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 18 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
19 de Julho de 2004 07h07

Brasil desencanta e goleia o México por 4 x 0

Longe da altitude de Arequipa, o Brasil fez na praiana Piura a sua melhor partida na Copa América e garantiu a classificação para a semifinal no Peru. Com uma boa atuação de Júlio César no gol, de Alex no meio de campo e de Adriano no ataque, a Seleção venceu o México por 4 a 0 na noite deste domingo.
Apesar das atuações de Alex e Júlio César, o homem do jogo mesmo foi Adriano. Além de marcar dois gols, ele sofreu o pênalti convertido por Alex e ainda deu a assistência para Ricardo Oliveira fazer o seu.
O próximo adversário da Seleção será o Uruguai, que venceu o Paraguai por 3 a 1 no outro jogo deste domingo. A semifinal está marcada para quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília).
Após a partida, os mexicanos reclamaram do juiz colombiano Oscar Ruíz. Ele errou duas vezes, ao marcar o pênalti sobre Adriano, que resultou no primeiro gol brasileiro, e não ao assinalar uma penalidade para os peruanos na etapa final, quando Gustavo Nery fez falta dentro da área em Pardo.
A boa atuação do Brasil se deve, em parte, à mudança do local do jogo. Na primeira fase, a Seleção teve de jogar em Arequipa, que fica cerca de 2.400 m acima do nível do mar. Contra o México, porém, a partida foi disputada em Piura, ao nível do mar.
 
O jogo
A superioridade brasileira começou cedo. Logo aos 4min, após cruzamento em cobrança de escanteio, Juan cabeceia, a bola desvia em zagueiro mexicano, Sánchez espalma e a bola bate no travessão. O zagueiro mostrou que a pontaria estava em dia aos 18min. Kleberson cruzou da direita e Juan desviou de cabeça no meio da área, mandando a bola perto do travessão.
Mas o Brasil conseguiu abrir o placar depois de um pênalti que não existiu, marcado pelo juiz Oscar Ruíz em cima de Adriano. Aos 27min, Alex cobrou com força e não deu a menor chance de defesa para o goleiro.
Depois do gol brasileiro, a partia ficou bastante movimentada. O México foi ao ataque e quase marcou aos 30min, depois que a bola bateu em Juan e obrigou Júlio César a espalmar pela linha de fundo.
A Seleção também desperdiçou uma grande chance aos 31min, nos pés de Adriano. O atacante recebeu de Luís Fabiano e tentou chutar, mas colocou a bola em cima do goleiro.
O México ainda obrigou Júlio César a trabalhar mais uma vez antes do intervalo. Aos 36min, Altamirano cobrou falta com violência e o goleiro brasileiro fez outra boa defesa.
No começo do segundo tempo, o Brasil começou pressionando e chegou até o segundo gol. Juan cabeceou escanteio cobrado pela direita aos 5min, mas o juiz anulou o gol legítimo.
Luís Fabiano desperdiçou uma chance clara aos 18min. Depois de ser lançado por Alex, o atacante demorou para chutar e, dentro da área, mandou a bola perto da trave direita do goleiro. =
Mas a Seleção também levou alguns sustos. Aos 18min, Baltista ficou livre na área e cabeceou de frente para Júlio César, que espalmou e animou o Brasil a chegar ao segundo gol.
Aos 20min, Adriano recebeu a bola na esquerda e chutou com força e colocou a bola no canto do goleiro Sánchez.
Depois do gol, o México tentou reagir e poderia ter marcado seu gol aos 22min, quando Gustavo Nery trombou com Pardo dentro da área e cometeu pênalti. Mas o juiz não apitou mais uma vez.
Superior no jogo, o Brasil conseguiu chegar ao terceiro gol. Adriano aproveitou uma falha do goleiro Sánchez e, dentro da área, só precisou tocar para as redes.
Antes de a partida terminar, aos 41min, a Seleção fez o quarto depois de um belo lance. Adriano dividiu a bola com o goleiro e, sem ângulo para chutar, tocou de calcanhar para Ricardo Oliveira chutar e fechar a goleada que classificou o time para a semifinal.
 
 
Terra
Comentários
Veja Também
REINO_MATRÍCULAS_2017
LÉO_GÁS_300
BANNER_LATERAL_ASSOMASUL
Últimas Notícias
  
MBO_SEGURANÇA_300
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.