Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 19 de setembro de 2018
SADER_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Bolsa Família ultrapassa meta de 6,5 milhões de benefícios

23 Dez 2004 - 09h48
No meio da polêmica sobre o combate à fome promovido pelo governo, o Ministério do Desenvolvimento Social divulgou, nesta quarta-feira, o balanço anual do Bolsa Família. O levantamento mostra que o programa ultrapassou em 71,830 mil famílias a meta de conceder 6,5 milhões de benefícios. Os técnicos do governo ainda enfrentam, porém, dificuldades no cadastro das famílias e na fiscalização das contrapartidas exigidas nas áreas de educação e saúde.

Ainda assim, o número de famílias beneficiadas em 2004 representa um aumento de 80% em relação às 3,6 milhões atendidas em 2003. A meta do Bolsa Família para 2005 é chegar a 8,7 milhões de famílias atendidas. Um dos desafios do governo para o ano que vem é reduzir o número de problemas com o cadastro.

Em 2004, 142 mil benefícios tiveram seu pagamento bloqueado. A maior parte dos bloqueios, segundo o governo, foi feita por suspeita de duplicidade no cadastro. Em dezembro, foram 70 mil os pagamentos bloqueados. Depois de bloquear o benefício, o ministério informa a prefeitura responsável pelo cadastro para esclarecer o problema e reativar o benefício ou cancelá-lo.

A secretária-executiva do Ministério do Desenvolvimento Social, Márcia Lopes, informou que a pasta gastou neste ano cerca de R$ 14 bilhões, quase o dobro dos R$ 8 bilhões investidos no ano passado.

- Isso mostra a prioridade do governo Lula para a área social - afirmou Márcia.

O governo ainda terá de esperar alguns meses também para ter os controles da freqüência escolar e de vacinação, por exemplo, das crianças que estão nas famílias beneficiadas. Os municípios pediram ao governo federal um prazo até fevereiro para repassar as listas de freqüência das escolas. O governo aceitou com a condição de que as secretarias estaduais de educação fossem informadas até dezembro.

Na saúde, há o mesmo problema. Embora o programa já funcione há pelo menos um ano, só agora o Ministério da Saúde implantou o sistema para controlar as contrapartidas necessárias ao Bolsa Família. O sistema tem prazo de seis meses para estar funcionando normalmente. Com isso, o Ministério do Desenvolvimento Social só deve ter acesso aos dados entre abril e maio.
 
 
 
RMT Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVELA GLOBAL
Karola e Laureta viram inimigas mortais em ‘Segundo sol’, e traz sérias consequências para ambas
ALCOOLISMO
Menino de 9 anos é expulso de casa pela mãe alcoólatra por se recusar a roubar, no DF
LATROCINIO
Tentativa de assalto termina com pai morto e filho baleado
MENOR INFRATOR
Cobradora é apedrejada em assalto e adolescente é detido pela 4ª vez
FAMOSIDADES
Justiça condena Deborah Secco por desvio de dinheiro público
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Severo vai morar com mendigos e vira vizinho de Agenor
CLUELDADE
Por mãe estar sem o celular, ladrão dá facada em bebê de 3 meses
ECONOMIA
Mercado financeiro já trabalha para traçar cenários sem Bolsonaro
PROCURA-SE
Adolescente desaparece e família recebe ligação misteriosa
TRAGÉDIA
Jovens irmãos morrem em grave acidente; caminhonete chegou a se partir ao meio