Menu
PASSARELA
sábado, 23 de junho de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Bolo causa mal estar em 30 pessoas em Amambai

13 Mar 2007 - 09h58
Cerca de 30 pessoas entre adultos e crianças passaram mal e acabaram hospitalizadas após comerem bolo em uma festa de aniversário nesse final de semana em Amambai.

Durante a festa, que aconteceu no final da tarde desse domingo, 11, na Vila Monte Cristo, teria sido servido refrigerante e um bolo de fabricação caseira aos convidados.

Por volta das 20h as pessoas que estavam na festa começaram a passar mal e pelo menos trinta delas acabaram parando no hospital com vômito, dor de barriga e dores abdominais.

A Secretaria de Saúde da Prefeitura e a Assistência Social de Amambai foram acionadas para prestar auxilio e as pessoas, todas com sintomas semelhantes, foram divididas entre o Regional de Amambai e Hospital Santa Joana aonde algumas chegaram a permanecer em observação médica até a manhã dessa segunda-feira.

Um pedaço do bolo que supostamente teria sido o responsável pela intoxicação coletiva, foi coletado para a realização de exames laboratoriais e tentar descobrir que tipo de agente provocou a moléstia nas pessoas.          

 

A Gazeta News



Deixe seu Comentário

Leia Também

HAJA CORAÇÃO
Neymar é o autor do gol mais tardio, em tempo normal, de uma Copa na história
COPA DO MUNDO
No sufoco, Brasil supera a Costa Rica e consegue primeira vitória na Copa do Mundo
NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Rosa coloca fim em relação com Ícaro e ele toma atitude
SAUDE
Mulher dá a luz em calçada no Cajuru
FAMOSIDADES
Ex-apresentadora do ‘Vídeo show’, Alinne Prado sofre assalto a mão armada dentro de casa
RELIGIÃO
Padre é flagrado dando tapa em criança durante batismo
APOCALIPSE
André (Sidney Sampaio) é assassinado por Ricardo (Sérgio Marone)
DEMORA
Diesel cai R$ 0,62 em distribuidoras e apenas R$ 0,32 nos postos de MS
Brasil
Terceiro homem que assediou russa na Copa diz que “estão transformando um copo d’água em uma tempestade”
‘Alta Pressão’
Exército deflagra Operação para fiscalizar armamento e reduzir desvios para o comércio ilegal