Menu
SADER_FULL
domingo, 20 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Bolívia vai assinar contrato e paga à Petrobras no dia 10

29 Mai 2007 - 14h56

O governo boliviano informou na segunda-feira, que no dia 10 de junho assinará o contrato para a compra de duas refinarias da Petrobras. Além disto, o ministro de Hidrocarbonetos, Carlos Villegas, assegurou que no mesmo dia o país desembolsará US$ 66 milhões, correspondentes a 50% do preço fechado com a estatal brasileira.

Segundo ele, três comissões da estatal Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB) e da Petrobras trabalham sem contratempos para assegurar a "transição." "Garantimos plenamente que no dia 10 de junho assinaremos o contrato," disse Villegas.

Ele afirmou que os outros 50% serão pagos dois meses após a assinatura do contrato. Em 11 de junho, a YPFB assumirá "totalmente, o controle das duas refinarias," disse Villegas.

A compra da duas refinarias, que até 1999 pertenciam ao governo boliviano, estava prevista na nacionalização dos hidrocarbonetos, que o presidente boliviano Evo Morales decretou em 1º de maio de 2006. Outras quatro empresas petrolíferas multinacionais deverão retornar ao controle do governo, de acordo com o decreto.

Villegas lembrou que em 15 de maio entrou em vigor o novo preço de venda para o gás boliviano exportado à termelétrica de Cuiabá, no Estado brasileiro do Mato Grosso. O preço subiu para US$ 4,2 o milhão da unidade termal britânica (BTU, na sigla em inglês).

O ministro disse que o governo boliviano espera aumentar em breve o volume diário de gás exportado ao Mato Grosso. Atualmente, a Bolívia produz 37 milhões de metros cúbicos de gás natural, dos quais 24,5 milhões são exportados ao Estado de São Paulo e outros 1,2 milhão ao Mato Grosso; 5,5 milhões são exportados à Argentina e o resto é consumido no mercado interno.

 

Agência Estado

Deixe seu Comentário

Leia Também

MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos