Menu
RIO_DOURADOS
SADER_FULL
Busca
SUCURI_MEGA
Brasil

Bioquímica é assassinada a golpes de facão em Dourados

2 Abr 2007 - 04h52
A servidora pública estadual Ana Lúcia Mendes, de 48 anos, que trabalhava como bioquímica no Hemocentro de Dourados, foi assassinada hoje com vários golpes de facão, na casa dela, na sitioca Campina Verde, localizada na saída para Caarapó. O crime teria ocorrido na madrugada, mas somente após o meio-dia a polícia foi acionada.

O principal acusado até o momento, segundo apurou o Dourados News, seria o ex-amásio dela, Jair Cantazine da Silva. O homem vinha se desentendendo com a mulher e teria prometido o crime, de acordo com as primeiras informações. Jair está foragido.

A bioquímica Ana Lúcia Mendes assassinada a golpes de facão possivelmente na madrugada de domingo, na casa dela, na sitioca Alvorada, teria sido casada com o deputado federal Waldemir Moka, do PMDB, segundo relato de algumas testemunhas que acompanham a perícia policial no local do crime. O principal suspeito, o ex-amásio Jair Cantazine da Silva, continua desaparecido.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Fatalidade
Trabalhador morre eletrocutado em propriedade rural
Tragedia
190km/h: Motorista e passageiro morrem em grave acidente
Tapetão
MP entra no caso e Palmeiras se 'arma' para anular a final do Paulistão
Macabro
Até ser descoberto, homem pedia marmita para o pai morto
VICENTINA - PAIXÃO DE CRISTO
Assista a 'Paixão de Cristo' realizada pela Paróquia Nossa Senhora dos Apóstolos em Vicentina
BBB 18 - Final
Campeã do 'BBB18', Gleici quer manter romance com Wagner: 'Lutei pra conquistar'
Gravidez na Adolescencia
Pai lamenta gravidez da filha de 11 anos internada com sintomas de H1N1: 'Uma criança com outra'
Novela Global
'O Outro Lado do Paraíso': Clara diz a Adriana que Beth foi quem lhe doou rim
Assalto a ônibus
Tiroteio durante assalto dentro de ônibus deixa três mortos e quatro feridos
O Apocalipse
Ricardo (Sergio Marone) diz que vai deixar sua marca para toda a população