Menu
SADER_FULL
segunda, 26 de agosto de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Bioquímica é assassinada a golpes de facão em Dourados

2 Abr 2007 - 04h52
A servidora pública estadual Ana Lúcia Mendes, de 48 anos, que trabalhava como bioquímica no Hemocentro de Dourados, foi assassinada hoje com vários golpes de facão, na casa dela, na sitioca Campina Verde, localizada na saída para Caarapó. O crime teria ocorrido na madrugada, mas somente após o meio-dia a polícia foi acionada.

O principal acusado até o momento, segundo apurou o Dourados News, seria o ex-amásio dela, Jair Cantazine da Silva. O homem vinha se desentendendo com a mulher e teria prometido o crime, de acordo com as primeiras informações. Jair está foragido.

A bioquímica Ana Lúcia Mendes assassinada a golpes de facão possivelmente na madrugada de domingo, na casa dela, na sitioca Alvorada, teria sido casada com o deputado federal Waldemir Moka, do PMDB, segundo relato de algumas testemunhas que acompanham a perícia policial no local do crime. O principal suspeito, o ex-amásio Jair Cantazine da Silva, continua desaparecido.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL - NOVIDADES NO BOTICÁRIO
Make B. lança novos tons do seu queridinho iluminador, confira no O Boticário em Fátima do Sul
NAS REDES SOCIAIS
Luciana Gimenez é pega com parte íntima totalmente de fora em restaurante, foto viraliza
LUTO NA TV
Atriz e escritora Fernanda Young morre aos 49 anos
A CASA CAIU
Homem pede divórcio ao descobrir que não é pai de nenhum dos nove filhos
ESTADO GRAVE
Homem ateia fogo em mulher e filha de 4 anos 80% do corpo queimado
SURPRESA E FÉ
Homem que morava em uma barraca ganha casa reformada
JUSTIÇA PROPRIAS MÃOS
Suspeito de ter estuprado criança é assassinado por lideranças de bairro
ASSISTA A REPORTAGEM
Família da modelo Mylena Mendes, que morreu em acidente faz protesto no Fórum
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que forjou DNA de Arthur em 'A dona do pedaço'
FOGO NA AMAZONIA
Macron diz que Bolsonaro mentiu, e Europa ameaça retaliar Brasil