Menu
SADER_FULL
terça, 18 de setembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Beira-Mar pode ser transferido para presídio em Mato Grosso

4 Set 2004 - 08h47

O mega-traficante carioca Fernandinho Beira-Mar, preso em Presidente Bernardes (SP), pode ser transferido para a unidade federal que está em fase de adequações dentro do complexo do Presídio do Pascoal Ramos, em Cuiabá (MT). A medida só depende da análise que a Justiça Federal de Mato Grosso fizer do pedido, no entanto, ontem, tanto o juiz federal Julier Sebastião da Silva, como o superintendente em exercício da Polícia Federal, Marcos Antônio Farias, disseram que a transferência de Fernandinho para Mato Grosso está no terreno das hipóteses e da especulação.

“Quanto a isso não há nenhuma definição. O presídio ainda nem está funcionando e é apenas a partir de um pedido é que o juiz vai decidir se aceita ou não a transferência”, disse Julier, titular da 1ª Vara Federal, que na quinta-feira esteve reunido à tarde por cerca de uma hora com dois delegados da Polícia Federal vindos de Brasília (DF) e que serão os responsáveis pela administração da unidade prisional federal.

Para Julier, que já julgou e condenou oito integrantes do crime organizado de Mato Grosso, incluindo João Arcanjo Ribeiro, assim que a unidade estiver funcionando, ela estará em condições de receber qualquer preso que esteja sob a responsabilidade da Justiça Federal. No caso de Fernandinho Beira-Mar, Julier nem o considera como um preso federal, pois, embora seja considerado de alta periculosidade, os processos contra o traficante tramitaram pela Justiça Estadual.

O superintendente em exercício da PF no Mato Grosso, delegado Marcos Antônio Farias, disse que a previsão é que em 30 dias a unidade que tem 800 metros quadrados de área construída já esteja em condições de funcionamento. A exemplo de Julier, Farias também reiterou que não existe nada a respeito da transferência de Fernandinho para Mato Grosso.

Nem o juiz Julier como o superintendente da PF falaram sobre os resultados da visita dos delegados Marcos Cotrin e Francisco de Assis Castro Bonfim. Cotrin foi o primeiro administrador da unidade federal da Papudinha, em Rio Branco (AC), onde esteve preso o ex-deputado federal Hildebrando Pascoal, acusado de chefiar o crime organizado no Acre. Bonfim traz no currículo o fato de ter sido o último diretor daquela unidade que está sendo desativada. Ambos foram designados pelo Ministério da Justiça para a implantação da unidade federal construída dentro do Complexo Pascoal Ramos e nas próximas semanas deverão vir outras vezes a Cuiabá para definirem questões nas áreas de segurança, jurisdicional e administrativa.

“Está começando agora o trabalho de transição, da passagem da unidade do Estado para a União. Além do que já está feito, os delegados estão levantando as necessidades, tais como a instalação de dispositivos eletrônicos de segurança, trancas eletrônicas e também o uso de bloqueadores de comunicação [celular]”, disse Julier, lembrando que a segurança na ala passa também pela estrutura administrativa e correcional. “Os policiais federais que farão a segurança da ala federal são treinados na Academia Nacional de Polícia”, disse Julier. “Os delegados vieram sugerir algumas alterações e tratar também a respeito do pessoal e da infra-estrutura”, complementou o superintendente da PF, Marcos Antônio Farias.

Segundo ele, os agentes federais (em torno de 60) farão a segurança até que haja um concurso público para a contratação de carcereiros federais. A construção da unidade custou R$ 1,049 milhão (o Estado entrou com 10% do valor) e as paredes são de concreto revestidas com chapas de aço. Embora a capacidade seja para 53 detentos, segundo Farias, o número ideal é de 36 presos, de acordo com convênio firmado. A estrutura possui salas para a administração, advogados, audiências, parlatório e também sala para visita íntima. As informações são do jornal Diário de Cuiabá.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSIDADES
Justiça condena Deborah Secco por desvio de dinheiro público
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Severo vai morar com mendigos e vira vizinho de Agenor
CLUELDADE
Por mãe estar sem o celular, ladrão dá facada em bebê de 3 meses
ECONOMIA
Mercado financeiro já trabalha para traçar cenários sem Bolsonaro
PROCURA-SE
Adolescente desaparece e família recebe ligação misteriosa
TRAGÉDIA
Jovens irmãos morrem em grave acidente; caminhonete chegou a se partir ao meio
FAMOSIDADES
Justiça decreta prisão de Dado Dolabella por insulto à ex mulher
MAIS UM ACIDENTE FATAL
Vítimas de acidente na tarde de ontem, domingo eram pai e filha
FINANCIMENTO OU EMPRÉSTIMO
Entenda como fazer um financiamento ou empréstimo pessoal
ELEIÇÕES 2018 - NO HOSPITAL
"Haddad eleito daria indulto a Lula", diz Bolsonaro