Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 17 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Bebê morre um dia após ser encontrado vivo em caixão

7 Ago 2010 - 11h08Por G1

A recém-nascida que havia sido dada como morta e acordou no caixão durante o seu velório, que era realizado nessa quinta-feira, morreu hoje no Hospital Geral de Pachuca, a 150 quilômetros da Cidade do México. A bebê, que nasceu de forma prematura com apenas 24 semanas de gestação, havia sido declarada como morta pela médica Jenny Heredia, do Hospital Geral de Tulancingo, no Estado de Hidalgo.

Por isso, a menina foi levada ao necrotério, onde permaneceu horas sob temperaturas muito baixas, em uma câmara frigorífica. Posteriormente, durante o seu velório, ela começou a se mexer e arranhar o caixão onde fora colocada.

Em Pachuca, os médicos tentaram reanimar a bebê por meio de um respirador artificial, pois seus pulmões estavam imaturos. No entanto, o resultado não foi o esperado.

O Ministério Público de Higaldo já convocou Heredia para prestar depoimento e indicar os outros quatro envolvidos no erro de diagnóstico. Segundo as autoridades do Hospital Geral de Tulancingo, a médica responsável já foi demitida.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat