Menu
SADER_FULL
quinta, 5 de dezembro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Bebê é achado na porta de açougue em Sorocaba

2 Abr 2007 - 16h49

O choro de um recém-nascido chamou a atenção do pedreiro Sidnei Camilo quando se dirigia a pé ao trabalho, por volta das 6h desta segunda-feira (2), no Jardim São Paulo, Zona Oeste de Sorocaba (a 100 km da capital). Enrolado num lençol, sob o toldo da porta de um açougue, ele encontrou um bebê do sexo feminino, ainda sujo de sangue e com parte do cordão umbilical. "Quando peguei no colo e enrolei na coberta, ela parou de chorar na hora", disse o pedreiro.

Pai de um menino de um ano, ele se preocupou com o risco da criança ser atacada por algum cachorro de rua. Camilo caminhou com o bebê até um telefone público e chamou a Polícia Militar. O recém-nascido foi levado para o Conjunto Hospitalar de Sorocaba e recebeu cuidados médicos. As condições de saúde foram consideradas boas.

O policial Júlio César Ribeiro, que participou do socorro, deu à menina o nome provisório de Luana. Até a tarde desta segunda, a mãe não tinha sido encontrada e a criança permanecia no berçário do hospital. Caso a mãe não seja localizada ou não apresente condições para ficar com a menina, ela será encaminhada para adoção.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REVELADO
Débora Falabella posta foto e assume namoro com o ator Gustavo Vaz: "Amor com poesia"
BOM REMÉDIO
Anvisa aprova registro e produção de remédios à base de cannabis
CIDADES
Projeto permite venda de remédios em supermercados
CANAL 1 - FLÁVIO RICCO
Formato do “Big Brother Brasil 20” ainda é um grande mistério na Globo
CONCESSÃO
Consórcio Way-306 pagará R$ 605,4 milhões para administrar rodovia por 30 anos
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem atira na esposa, mata 5 pessoas na casa da ex e comete suicídio
DICAS
Como saber qual é o melhor fogão e o melhor microondas?
FEMINICIDIO
Professora é morta a facadas enquanto deixava filho na escola
BEM NUTRIDO
Alimentos que contribuem para redução da ansiedade
SEQUESTRO DOS ADOLESCENTES
Sequestrador falou em conflito com a mãe dos adolescentes de Cafelândia