Menu
SADER_FULL
quinta, 17 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Barril do petróleo fecha acima dos US$ 52

6 Out 2004 - 16h59
O barril do petróleo cru para entrega em novembro fechou hoje cotado a US$ 52,02 na Bolsa Mercantil de Nova York devido aos baixos níveis dos estoques de petróleo nos EUA e a uma possível greve no setor petrolífero na Nigéria --sétimo maior exportador mundial do produto.

Foi o maior valor para um fechamento já registrado em Nova York. Ontem o barril já havia registrado fechamento recorde, US$ 51,09. Durante o dia, o preço chegou a atingir US$ 52,15, maior valor já registrado na história da negociação do barril em Nova York.

O risco de escassez de combustíveis para aquecedores preocupa os investidores americanos, com a proximidade do inverno no hemisfério Norte. A isso, combina-se a possibilidade de uma greve dos petroleiros na Nigéria para impulsionar o preço do barril.

O Departamento de Energia dos EUA divulgou hoje que o volume dos estoques de petróleo americano cresceu em 1,1 milhão de barris na semana passada. O mercado esperava alta de 2,75 milhões de barris. Na semana imediatamente anterior, foi registrado também um crescimento de 3,4 milhões de barris.

Os estoques, no entanto, continuam cerca de 4% inferiores aos níveis do mesmo período de 2003.

As refinarias do golfo do México continuam produzindo em níveis baixos desde a interrupção da produção devido à passagem do furacão Ivan pela região, há pouco mais de três semanas.

O presidente da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), Purnomo Yusgiantoro, disse ontem que o cartel está preparado para utilizar o restante de sua capacidade de produção para aumentar a oferta da commodity no mercado mundial. O comentário, como outros feitos por Yusgiantoro, não surtiu efeito sobre os preços.

 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

GASES MORTAIS
Homem morre após segurar peidos na casa da namorada
REALITY SHOW
'BBB 19': Danrley diz ser virgem, e irmã brinca: 'Nem no signo'
ALERTA
Smartphone afeta a saúde mental, e o dano pode começar em crianças de 2 anos!
TRAGÉDIA
“Tentei socorrer ele, mas não deu certo”: conta filho de motociclista levado por enxurrada
FURIA DA NATUREZA
Enxurrada derruba casa e provoca pânico e destruição
NOVELA GLOBAL
Gabriel e Valentina viram inimigos mortais em 'O sétimo guardião'
REALITY SHOW
BBB 19 começa hoje. Na Rocinha Casa de Darnrley vira "QG" de Torcida
POSSE DE ARMAS
Bolsonaro assina nesta terça-feira decreto que facilita posse de armas
HEROINA
Professora Helley, que salvou crianças de incêndio em Janaúba, é homenageada e dá nome a rodovia
FAMOSIDADES
Doente, José Mayer foi esquecido pela Globo e abandonado por ‘Amigos’