Menu
SADER_FULL
quarta, 17 de julho de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Banda larga móvel no Brasil cresce ganha dois milhões de usuários

24 Ago 2010 - 16h42Por Folha
Com crescimento de 34,1% nos últimos doze meses, o número de clientes 3G chegou a 680 milhões no mundo, o que equivale a 13,7% do total da base de celulares. E um em cada cinco celulares atualmente vendidos já é smartphone, o que evidencia a tendência destes dispositivos se tornarem os principais meios de acesso à internet, superando o PC. Os números são do "5º Balanço Huawei da Banda Larga Móvel", pesquisa realizada Huawei em parceria com a Teleco, referente ao segundo trimestre de 2010.

No Brasil, a participação dos serviços de dados na receita das operadoras brasileiras registrou crescimento expressivo, correspondente a 37% nos últimos doze meses e 10% no segundo trimestre de 2010. O faturamento dos serviços de dados superou 16% da receita do total de serviços de telecomunicações.

Com a adição líquida de 2 milhões de acessos em banda larga móvel, a taxa de crescimento foi de 17% em 2T10, valor superior aos 3% correspondentes à banda larga fixa no mesmo período. Identifica-se, nestes números, um aumento constante dos acessos via modem e um aumento ainda maior dos aparelhos 3G que passaram de 8,7 milhões no primeiro trimestre para 10,4 milhões no segundo trimestre de 2010.

Em junho de 2010, a cobertura de banda larga móvel, superior aos compromissos estabelecidos para 2012, já estava disponível para 65,2% da população e presente em 13,3% dos municípios brasileiros. Todas as capitais de estado e municípios com mais de 500 mil habitantes estão atendidos por quatro operadoras

Todo este cenário de crescimento da banda larga móvel no Brasil tende a ser favorecido ainda mais, especialmente a partir de 2013, conforme a recente regulamentação da Anatel sobre o uso do espectro de 2,5 GHz para a introdução da nova tecnologia LTE (Long Term Evolution) que possibilitará o aumento da velocidade e da capacidade das redes.

Em relação aos planos de serviços, todas as operadoras, exceto a TIM, passaram a cobrar por volume de dados, e não mais por velocidade. A TIM introduziu a cobrança por tempo de uso, a exemplo do que faz na Itália. Os pacotes de consumo variam de 10 MB por R$ 9,90 até 10 GB por R$ 199,90.

"A média no Brasil para pacotes de até 500 MB está acima dos valores praticados em outros países da América Latina. Os preços no Brasil são influenciados pela carga tributária e pelo subdimensionamento das redes, em especial em relação à capacidade das redes de transmissão", afirma o diretor de tecnologias e soluções da Huawei, Marcelo Motta.

O preço dos telefones celulares 3G permanecem estáveis e representam uma barreira para a difusão da banda larga. Enquanto isso, o preço médio do modem 3G sofreu uma queda de 15% no segundo trimestre de 2010, comparado com o trimestre anterior, com o valor mínimo apurado de R$ 170,00, desconsiderando-se aqueles com 100% de subsídio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVELA GLOBAL
'A dona do pedaço': Maria da Paz conhece Gilda, que lhe vende mansão cara
ECLIPSE LUNAR
Eclipse parcial da Lua poderá ser visto em todo o Brasil; veja os horários
BARBÁRIE
Moça de 22 anos é agredida até a morte após se negar a fazer sexo
COMOÇÃO
Jovem Lenara, filha de vice prefeito morre vitima de câncer
100 REMEDIOS
Ministério da Saúde suspende fabricação de 19 remédios;veja aqui a lista dos medicamentos cortados
ABANDONADA NO ALTAR
Morre jovem que casou sozinha após ser abandonada no altar
TRAGEDIA NA RODOVIA
Morte trágica de três pessoas na PR-082, comove população
BRIGA DE FAMILIA
Pai desfere 15 golpes de facão em filho adolescente
VIOLENCIA DOMESTICA
Pai é morto a marteladas pelo filho um dia antes de aniversário
NÃO QUER QUE ELE USE
Mãe apaga narguilé do filho adolescente e leva chinelada